Árvore de Ohara – Volume I: One Piece

Olá, pessoal! Sejam bem-vindos à Biblioteca de Ohara, onde falaremos um pouco sobre as referências reais nas quais os autores de vários mangás se inspiraram para criar suas obras. É realmente surpreendente descobrir que, muitas vezes, personagens, locações ou até mesmo objetos foram inspirados em coisas reais, fatos históricos, aspectos geográficos… pequenos segredos que acabam passando despercebidos por quem acompanha, mas que quando são descobertos só mostram mais a genialidade de uma história.

E, claro, se estamos falando da Árvore de Ohara, nada mais justo que o primeiro volume da nossa biblioteca seja justamente sobre One Piece, certo? É uma obra que todo mundo que ouse se intitular otaku conhece, mas pouca gente sabe que vários nomes e fatos foram inspirados em pessoas reais, em sua maioria figuras históricas que se tornaram mitos por seus atos. Vamos falar de alguns deles, começando, claro, pelo maior de todos: o grande Rei dos Piratas, Gol D. Roger.

“Find my treasure, ye who may understand it!”

Essa frase é familiar, não? É muito parecida com aquela que Roger disse momentos antes da sua execução. Mas ela foi dita por um outro pirata, Olivier Levasseur, nascido em 1688 e morto em 1720. Diz a lenda que, quando ele subia ao cadafalso, ele retirou um colar do pescoço e o jogou em direção à multidão que assistiria a sua execução, dizendo essas palavras. Este colar tinha um criptograma de 17 linhas, e dizia-se que quem o decifrasse chegaria a um tesouro fabuloso (fabuloso MESMO – um dos maiores feitos de Levasseur e sua tripulação foi o saque ao galeão português Nossa Senhora do Cabo, cujo tesouro foi estimado em 100 milhões de libras, em 1968). Além disso, é possível que os criptogramas também tenham servido como fonte de inspiração para os poneglyphs.

E o próprio nome dele, Gol D. Roger, é cheio de significados. Ele pode ter sido inspirado por Woodes Roger, famoso por uma viagem ao redor do mundo (feita entre 1708 e 1711), que o deixou rico. Mas o mais provável é que seja uma referência ao símbolo máximo da pirataria, a bandeira Jolly Roger, com sua caveira e ossos cruzados sobre o fundo negro. E há algo simbólico aí, também. De certa forma, Roger se tornou um símbolo para os piratas que o sucederam, da mesma forma que a bandeira.

Outros personagens também tiveram os nomes inspirados em piratas reais. Eustass Kid, por exemplo, deve seu nome a dois deles, William “Captain” Kidd (que, segundo alguns, foi acusado injustamente de pirataria e também tem seu nome associado a lendas de grandes tesouros escondidos) e Eustace the Monk (um pirata inglês da Idade Média; em sua biografia, consta que ele estudou magia negra na Espanha e, depois, voltou à Inglaterra, tornando-se monge beneditino – o que explica o fato de ser chamado em alguns lugares de “Eustace the Black Monk”). Temos também Jewelry Bonney, inspirada em Anne Bonny (nascida entre 1695 e 1700, navegava na tripulação de John Rackham), Lafitte (inspirado em Jean Lafitte, pirata francês cuja vida e morte estão cercadas por lendas – algumas, por exemplo, apontam que ele morreu após resgatar Napoleão) e Bartholomew Kuma. Ele foi inspirado em Bartholomew “Black Bart” Roberts (conhecido pelo fato de não ser tão cruel com os prisioneiros como alguns de seus contemporâneos, e também pela obstinação religiosa, e cuja morte, em 10 de fevereiro de 1722, marca o fim da era de ouro da pirataria). Há indícios de que a aparência de Roberts, descrita nas biografias, tenha servido também como base para a criação da imagem de Juraquille Mihawk (e Juraquille pode ser lido também como Dracule. Na obra de Bram Stoker, Drácula foi descrito como tendo traços faciais semelhantes aos de um falcão, além de todas as referências a cruzes e castelos afastados e escuros…).

. http://de.opwiki.org/images/Kid_Face.jpg

E agora, falemos de Edward “Shirohige” Newgate e Marshall D. “Kurohige” Teach. Ambos tem nomes com referências históricas muito importantes. A começar pelo próprio sobrenome do Barba Branca: Newgate era o nome de uma prisão em Londres, que durou (depois de extensões e reconstruções) de 1188 a 1902. E três piratas dignos de nota se chamavam Edward, também. Um deles, Edward Teach. Sim, ele mesmo, o verdadeiro Barba Negra. Edward Teach viveu entre 1680 e 1718, e foi descrito como um pirata louco, perverso, perigoso, aterrorizante até na aparência, o que o transformou num mito. Além dele, podemos citar também Edward England, um pirata irlandês conhecido pela compaixão pelos seus prisioneiros (ele não os matava a menos que fosse absolutamente necessário, o que acabou levando à sua queda), e Edward Low, um pirata inglês que, apesar da sua carreira curta, ficou famoso pelos métodos cruéis que utilizava e por torturar suas vítimas. É mais provável, porém, que Low tenha inspirado outro personagem da série, Trafalgar Law (Trafalgar é o nome de uma baía da Espanha, palco de uma das maiores batalhas navais da história).

http://3.bp.blogspot.com/-m2THRjwjVc8/T83UVAmIRcI/AAAAAAAAAqI/CaD7gkBA4Xg/s1600/kurohige_bres_1019.jpg https://si0.twimg.com/profile_images/703734216/blackbeard.jpg

É claro, isso tudo é muito superficial. Além dessas referências a figuras históricas, referências visuais a personalidades da atualidade (por exemplo, dizem as lendas que o Enel foi inspirado no Eminem…), brincadeiras com nomes e fatos… são MUITOS detalhes, e eu precisaria passar uns bons meses pesquisando sobre eles. Mesmo assim, é um tema muito interessante. Para quem quiser saber um pouco mais sobre isso e conhecer mais a fundo alguns dos piratas citados aqui, eu recomendo o livro Os Piratas Mais Perversos da História, de Shelley Klein, lançado no Brasil pela editora Planeta.

Bem, com isso fechamos o primeiro volume da nossa biblioteca. Até a próxima visita à Árvore de Ohara! Beijos, e até mais! ;D

P.S.: agradecimentos especiais ao pessoal da comunidade do orkut One Piece Brasil (OPBR), que deu a idéia para esta coluna nascer. Beijos, meninos, vocês realmente ajudaram muito! ;D
Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

17 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Aeeeeeeeeee!! Finalmente consegui ler!!

    Drih-chaaaan… parabéns! A coluna está ótima! Realmente ficou muito boa… muito bem pesquisada e tal!!
    Quero continuar lendo essa coluna! xDD

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*