BANNER-620-330-RMR

B.R.M.R. – Especial 3.14 – (S;G) Fuka Ryoiki no Déjà vu: Kurisutina a melhor shotacon! (nome sujeito a mudanças)

Olá pessoal! Tudo bom com vocês? Sentiram saudades?

Voltamos nessa semana com Steins;Gate, denovo… Só que não! Dessa vez é sobre o filme da série que estreiou ano passado. Aliás, dessa vez é tudo diferente, porque temos poucas informações na postagem e uma discussão bem interessante no cast, que, infelizmente, não está sem spoilers.

Sim, dessa vez fugimos do nosso padrão e entramos mais no padrão do podcast principal, então não é um mini-cast e nem é livre de spoilers, por isso ouçam por sua conta em risco! E na postagem… Bom, era impossível ter muita coisa diferente da postagem anterior, então nos limitamos às poucas informações do filme e cortamos o que ficaria repetido. O que não está na postagem está no cast, que está lá no final da postagem, e vice-versa.

img1

1. Enredo.

Steins;Gate Fuka Ryoiki no Deja vu se passe em agosto de 2011, um ano depois dos eventos do anime. Depois de vivenciar as experiências das viagens temporais e chegar à linha “Steins Gate”, Okabe Rintarou conseguiu salvar a vida de Shiina Mayuri e Makise Kurisu. Porém, os efeitos colaterais dessas viagens começam a aparecer e afetam Okabe e o mundo onde vivem. Caberá então à Kurisu a missão de salvar Okabe, porém, ela conseguirá?

img2

2. Informações Técnicas.

Steins;Gate: Fuka Ryoiki no Deja vu é um filme de animação de 2013, produzido pela White Fox. Ele segue os acontecimentos da série de anime de 2011, que foi baseado na visual novel da 5pb e Nitroplus. O filme estreou nos cinemas japoneses em 20 de abril de 2013 e seu lançamento em Blu-Ray e DVD foi em 13 de dezembro de 2013.

Produtores: Frontier Works, Media Factory, Movic, AT-X, White Fox, Kadokawa Pictures Japan, Mages.
Diretor: Satou Takuya e Hamasaki Hiroshi.
Screenplay: Hanada Jukki.
Trilha Sonora: Shikura Chiyomaru e Abo Takeshi.
Character Design: huke e Sakai Kyuuta.
Original Creator: Nitro+ e 5pb. Para mais informações sobre a série em si, clique aquiaqui, e aqui. Para ver a página do filme no My Anime List clique aqui: http://myanimelist.net/anime.php?id=11577.

img3

3. Abertura e Encerramentos.

  • 1
  • 2
  • Abertura: Anata no Eranda Kono Toki o – Itou Kanako.
)
  • Encerramento: Itsumo Kono Basho de – Ayane.
)

4. Opiniões da Brigada: Renatinha, Magno, Raito, Felipe e Ed. [SPOILERS]

Comentário do Raito

Comentário do Raito

Member 001 – Raito

Yo minna!

Tudo bem com vocês?

Olha eu aqui de novo para deixar mais uma opinião sobre outro anime (ou não) que vimos juntos pela Brigada RMR: o filme de Steins;Gate (que vou chamar de Steins;Gate Deja vu, porque o completo é um nome gigante, rs).

Primeiramente, o Hype sobre esse filme antes do lançamento estava nas alturas, devido ao enorme sucesso que a série fez. Será que esse Hype todo foi justificado?

Infelizmente, na minha opinião, não.

Steins;Gate Deja vu é um bom filme de anime, mas não se compara às sensações que tive ao assistir a série. É claro que não podemos comparar um filme de uma hora e pouco com uma série de 25 episódios, mas talvez dividir a história em dois filmes com um ritmo melhor teria sido uma melhor opção.

Mas o por que estou falando do ritmo?

Simples, o filme é bem corrido.

Isso faz com que os acontecimento sejam bem superficiais (não adianta, vou continuar comparando) em relação àquilo que foi o ponto alto da série de TV: te fazer pensar, analisar e descobrir as coisas junto com os personagens.

E Steins;Gate perder justamente essas características fez com que muitas pessoas (eu inclusive) ficassem um pouco decepcionadas com o filme.

É claro que o longa tem pontos positivos também, então vamos à alguns:

Trilha sonora

A trilha sonora de Steins;Gate Deja vu é ótima e segue a mesma receita da série de TV. A música de abertura, “Anata no Eranda Kono Toki o”, cantada, é claro, por Ito Kanako, te lembra bastante a “Hacking to the Gate” da série de anime, portanto, procurem a OST pois vale à pena.

Mais material de Steins;Gate

Apesar do filme não mostrar todo o potencial que a série teve, ainda assim é Steins;Gate. Para os fãs que gostam de saber o que aconteceu depois do anime terminar e não jogaram a novel, vale à pena assistir e conferir mais um pouco sobre os efeitos colaterais que a viagem do tempo provocou em Okabe.

Considerações finais.

Steins;Gate Deja vu não atingiu a expectativa que foi colocada em cima dele, porém, ainda sim vale ser assistido pela questão de continuidade da série. Só não vá ver esperando que terá as mesmas experiências proporcionadas pelo anime, pois isso você não terá.

E é isso pessoal!

Assistam, comentem e divulguem nosso trabalho e até a próxima!

Itekimasu.

Comentário do Magno

Comentário do Magno

Member 002 – Magno

A sinopse do filme de Steins;Gate não me empolgou, fiquei com aquela impressão de que era só uma ideia qualquer pra vender mais material da série (nesse momento eu ainda não sabia que o filme era adaptação da continuação do jogo). Eu não sou exatamente contra eles ganharem mais dinheiro com uma IP que deu certo, e eu gosto muito de S;G, mas se é para produzir mais material de uma série tão boa, que ao menos seja bem feito. Isso tudo fez com que minha expectativa fosse baixíssima para o filme.

Acho que por isso tudo, a primeira metade do filme me impressionou, o que eu achei que seria uma enrolação fenomenal se tornou uma história bem interessante, apesar de uma coisa ou outra me incomodar muito, no geral eu estava gostando muito do filme!

Entre esses por menores que me incomodaram, eu destaco o fato de o Okabe ficar flutuando entre as linhas Steins;Gate e alguma-coisa-que-não-lembro-R sem nenhum tipo de aparelho e/ou estimulo de algum tipo de máquina do tempo… O anime foi até certo ponto científico e de repente o Okabe tem “super-poderes”, eu sei lá… Existem várias formas de “justificar” isso, mas eu achei bem caído.

Infelizmente, depois da metade o filme corre demais, acho que uns 20~30 minutos a mais de filme seriam MUITO bem vindos ali e tornariam as coisas mais interessantes. E depois de toda essa correria um final bem meia boca, que só serviu pra quem estava na chamada fazer piada e ficar rindo do quão tosco foi… Depois do anime incrível, assistir um filme que é uma “continuação” da história e ver tudo acabar assim.

Lamentável.

Beeeeeem no final, quando a Kurisu vai buscar o Okabe na linha “R” (outra coisa jogada sem muita explicação) e mostra uma mensagem que a Kurisu-do-furuto (especulação) mandou pro celular dele (especulação)… sei lá… dá pra imaginar umas coisas interessantes que deixariam o final menos pior. Mas isso veio quase que como aqueles finais pós-créditos, então não dá pra contar muito com ele.

Tenho esperanças que a Visual Novel seja melhor e menos corrida.

Comentário da Renatinha

Comentário da Renatinha

Member 003 – Renatinha

Fica até meio difícil escrever alguma coisa aqui que seja muito diferente do que eu falei no cast… Porque é aquilo mesmo, todos nós concordamos que o filme foi fraco quando a expectativa era muito grande e o seu precessor cheio de esperanças.

Sério, eu estava muito ansiosa para assistir esse filme, desde que vi o anúncio dele no chart antes mesmo da data de exibição nos cinemas até alguns meses antes do dvd sair, quando eu começei a tentar convencer o Will a traduzir o filme, mas ele discordou dizendo que nem tinha visto a série então não faria o filme, e meus melhores argumentos não funcionaram contra ele… Triste a vida…

Mas sim, eu estava realmente ansiosa esperando que viesse um filme bombástico! E não foi bem assim… Não desgostei do filme, eu achei que foi bom, sim! Mas, poderia ter sido bem melhor… Minha maior, ou a única, queixa é que a produtora quis economizar em uma coisa que não valia a pena: tempo.

É o que eu acho que faltou, o tempo. No anime, nós temos muito tempo pra raciocinar e entender as coisas conforme vão acontecendo, temos um tempo de reflexão, como eu disse no cast, e no filme isso não existe. O filme não te espera pensar, ele só vai jogando informação atrás de informação na sua cara sem deixar espaço para você tentar entender tudo.

O Magno acha que isso foi uma estratégia para que nós não percebecemos as falhas na construção de roteiro que o filme teve, e não foram poucas. Se você realmente parar para análisar os acontecimentos do filme, vai perceber que ele tem alguns furos bem bobos, que alguns minutos a mais de filme poderiam corrigir.

Mas, sei lá… Eu não tenho ideia do que possa ter  acontecido para eles fazerem um filme assim tão fraco em comparativa com a série… Não faz o menor sentido, porque a equipe de produção é a mesma do anime.

Bom, é isso, eu acho.

Não é como se eu não tivesse gostado do filme, mas acho que a Kurisu adulta beijar o Okabe de 10 anos de idade, é forçado… Tipo, muito! UAHSUHAUSHAUHSA

Comentário do Felipe

Comentário do Felipe

Fui assistir o filme e estava numa expectativa absurda. Desde o dia que o filme foi anunciado eu, como todo fã, fiquei sempre com uma pulga atrás da orelha. A dúvida pairava no ar, do que se trata o filme? Será um remake?  Dias e se passaram e recebemos a notícia que seria uma continuação da série. Mais uma vez a expectativa sobe e só nos resta aguardar o lançamento. Muitos meses separam esse dia, assistimos novas séries, algumas boas outras nem tanto, mas nunca nos esquecemos “daquele” filme que tanto aguardamos. E finalmente esse dia chega, alguns assistem a série novamente para relembrar pontos esquecidos, outros, cansados da espera, partem logo para o filme. Acredito que muitos se identificaram com o que escrevi acima, porém muitos tiveram o desgosto de ver um filme, um tanto quando corrido, onde as informações eram logo jogadas na sua cara, sem ao mesmo te preparar para aquilo.

Se você acha que o ritmo da série permanece no filme, esqueça e lembre-se que isso é um filme de 1 hora e meia. Poderíamos dizer que é mais um extra do que um filme. Mesmo com esses por menores, não desqualifica o filme, muito pelo contrário. E um ótimo filme, com a narrativa e visão diferentes da série. Com certeza quem viu vai se lembrar da angústia do protagonista e ver o mesmo acontecendo, agora com sua amada. Dito isso, recomendo a todos que vejam, porém não esperem muito, pois muitos podem acabar se decepcionando e estragando toda a “magia” de Steins; Gate.

El Psy Congro

Comentário do Ed

Comentário do Ed

Um filme que conta a história da personagem que morre no primeiro episódio.

Mas ela está viva no final da série e de rolo com o Okabe.

Agora que a fibra do Espaço-Tempo está se desfazendo, Kurisu terá que se juntar a uma turma da pesada para salvar Okabe e viver altas aventuras! Só que não!

A procura de uma maneira para salvar Okabe, leva Kurisu a entender a si mesma e perceber que ela sente a falta do maluco que mudou o passado indo parar em outra realidade e compromentendo sua existência.

O dilema de ter que voltar a linha temporal original jogando fora todo o trabalho que o Okabe teve, faz com que a Kurisu do filme tenha uma importancia maior do que a do anime, pelo fato que ela é a principal causa e meio de resolver.

Suas escolhas mudam o seu próprio destino e as decisões que toma, como agarrar um jovem Okabezinho que está lá pensando nas suas sacanagens, fez com que a Kurisu tenha se tornado a Shotacon favorita da Renata, que até fez cosplay dela!!!

Uma boa pedida para uma tarde daquelas que você não tem nada para ver e estiver interessado em altas complicações temporais e coisas que você não entende sem ter um físico do seu lado!

img4

Produção

Produção

  • Bruto e Edição Final – Raito e Felipe.
  • Captura de Audio – ????
  • Texto – Renatinha, Magno e Raito.

Referências Bibliográficas

Referências Bibliográficas

Comente
Reproduzir

Olá pessoal! Tudo bom com vocês? Sentiram saudades? Voltamos nessa semana com Steins;Gate, denovo… Só que não! Dessa vez é sobre o filme da série que estreiou ano passado. Aliás, dessa vez é tudo diferente, porque temos poucas informações na postagem e uma discussão bem interessante no cast, que, infelizmente, não está sem spoilers. Sim, …

Avaliação

Character Design
Animação
Construção dos Personagens
Constução da História
Enredo

Sumario: O filme tem o mesmo Character Desing (dãh) e a mesma qualidade de Animação que vimos no anime. Os personagens já conhecíamos, mas sem nenhum tipo de desenvolvimento e/ou amadurecimento... o que aliás é bem estranho, depois de tudo que ele passou, acho que esperávamos um Okabe mais maduro. A história do filme é um pouco interessante, mas faltou muito pra ficar tão bom quanto o anime. Temos um filme onde tudo foi vomitado na sua cara, não houve aquele suspense e faltou toda aquela sensação de descoberta que tínhamos no anime. Tudo isso conjunto de um final ruinzinho e corrido, esses são os motivos pelas notas baixas de Enredo e Construção da História.

Nota do Usuario: 4.16 ( 7 Votos)
62

Sobre Magno

Teoricamente formado em Jogos Digitais, meio nerd/meio gamer, otaku de oportunidade e é programador (ou “garoto de programas” pros entendedores). Devorador livros nas horas vagas e gasta uma parte dessa energia lendo alguns mangas, também gosta muito de filmes e animes.

3 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Larissa Guilger

    Nem li mas a Renatinha é uma boa pessoa!

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*