Coluna do Kiba

Game Retail #002 – Caça aos colunistas, Impostos e o Brasil

*TEMPORADA DE CAÇA AOS COLUNISTAS*

Leitor A: Vamos, joguem-no na fogueira!
Leitor B: Deixem-no torrar no asfalto até que sobrem só as cinzas!
Kiba: Desculpem, desculpem… Eu não fiz por mal, por favor não me matem!
Leitor A: Cale a boca, colunista de merda! Sua matéria estava um lixo e você só trouxe o mal para a sociedade!
Kiba: Opa, peraí… Também não estava assim tão ruim, vai!
Leitor B: Queimem esse jogador casual! Ele não sabe nada de videogame!
Leitor C: Matem esse imprestável logo!
Kiba: Me dêem só uma chance… Prometo que vou melhorar, mas não me matem!
Leitor A: Será que ele merece mais uma chance?
Leitor C: Não sei, ele pode colocar tudo à perder.
Kiba: Por favor! Me deixem tentar!


Fala galera! Estou de volta depois de quase ser queimado em praça pública por causa da coluna anterior. Brincadeira, também não foi assim tão violento e, no mais, acho que a galera gostou da matéria (ou não).

O tema dessa semana tinha sido decidido quando postei a anterior, mas dois dias antes do lançamento desta, um amigo me mostrou uma notícia que achei mais interessante para comentar.

Trata-se de um informativo postado no site Folha.com no dia 25/03/2011 falando sobre um decreto presidencial que irá aumentar o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para operações no exterior feitas com cartão de crédito. Segundo o mesmo site, esse decreto foi feito após pressão dos empresários brasileiros, já que a compra de produtos importados vale mais a pena do que produtos nacionais.

O que me motivou a escrever essa coluna é que games vendidos no Brasil são sempre importados (se levarmos em consideração os produzidos pela Sony, Microsoft e Nintendo) e esse aumento no imposto, automaticamente, aumentará os preços desses produtos por aqui, tanto para quem faz importação pela Internet quanto para quem compra em lojas brasileiras.


Por que isso acontece?

Além do Imposto sobre Importações, o governo cobra das empresas que vendem produtos fabricados em outros países os tributos cabíveis à pessoas jurídicas e, por isso, esses valores logicamente são imbutidos nos preços dos games e os deixam (na maioria das vezes) exorbitantes.

Há pouco tempo atrás, o brasileiro descobriu que, em diversos segmentos, importar seus produtos de sites como o eBay é mais vantajoso do que comprar no Brasil, tanto porque os impostos são menores quanto porque a qualidade dos importados, muitas vezes é maior (quem é cosplayer sabe bem disso).

Em contrapartida, a notícia comentada acima mostra que o governo está utilizando os Impostos Regulatórios (aqueles que servem para trazer competitividade das empresas brasileiras com as de outros países) para impedir ou dificultar que os brasileiros continuem comprando no exterior.


E onde isso nos afeta?

É aí que está o problema! Os games mais populares não são fabricados no Brasil e a única forma de adquiri-los por aqui é através de importação, seja ela direta (no caso de compras no exterior) ou indireta (compra em lojas de videogame).

Dessa forma, o preço dos games no Brasil, que já é caro, vai ficar mais caro ainda!

É isso.

Fonte de Informações: http://www1.folha.uol.com.br/poder/893861-governo-vai-mais-que-dobrar-imposto-para-compra-no-exterior.shtml

Random Comments

01 – Agradecimento especial à Drih, que fez com que eu mudasse o tema da matéria porque postou essa notícia (diga-se de passagem, muito mais interessante do que o tema anterior) no nosso chat.

02 – Também para a galera que me encorajou a postar, já que eu tinha achado que esse texto não estava apropriado ao AFS.

03 – Essa semana não vou falar muito sobre as últimas notícias aqui e nem sobre os lançamentos, pois estou numa correria e não pude atualizar meus feeds. Até a próxima Game Retail! Não se esqueçam de comentar!

 

Mostrar mais

Artigos relacionados

15
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
4 Thread replies
0 Followers
 
Comentario mais recente
Mais Comentados
  Se Inscreva  
Me Notifique
Marcelo
Visitante
Marcelo

Os impostos no Brasil são uma droga, muito caros, e não tem muito retorno de serviços do lado do governo.

Tohno Shiki
Visitante
Tohno Shiki

É sempre importante manter também informativos desse tipo no site, muito boa a sua resenha sobre o IOF, o que afeta e talvez aumento o mercado negro e cinza no Brasil, aumentando o não pagamento desses impostos, sonegação e tudo mais. Informar sempre é necessário agora é pensar em quem votar e se for possível fazer faça.

Para valorizar o produto brasileiro é necessário que o próprio governo se preocupe, porque fazer acordos com a China com descontos na importação de produtos, não ajuda o mercado interno.

Lana-chan
Visitante

É por isso que a pirataria não acaba…
Eu até queria ter meu game favorito original mas fazer o que se os preços não ajudam?

Kiba
Visitante
Kiba

O grande problema do Brasil em relação a games é a falta de incentivo e o fato de games não serem considerados como softwares e sim como brinquedos…

WolfCold
Visitante
WolfCold

Algum dia, irá acontecer no Brasil igual está acontecendo no Oriente Médio, só não se sabe quando… porque brasilero é uma raça disgraçada! Eu sou brasileiro, fico puto com isso ai!

No mais, ótima coluna Kiba, até agora sem nenhum defeito! Parabéns! 🙂

P.S.: Só agora consegui meu pc de volta! FUUUU

Nicchi
Visitante
Nicchi

então, jogos aqui no Brasil só são caros porque estão sob impostos dos chamados “jogos de azar”, um dos poucos movimentos que eu já ouvi falar foi o Jogo Justo, que recomendo que leiam as notícias lá.
O jeito agora é comprar jogos via steam, já que oq vc compra é só o software, não existe um objeto palpável, não sofrendo alteração desse imposto.
PS: Se eu falei alguma besteira me digam, tbm não sou a pessoa mais informada do assunto ._.

Clayton Yaso
Visitante

O que esperavam os que votaram em Tiriricas e afins??? A Palhaçada está apenas começando! Somos um dos paises com a maior carga tributaria e que é retribuido para a população da pior maneira possivel (a não ser que vc seja parente de politico). O onibus custa mais que o metro (?) e taxar mais ainda um mercado que apesar de pequeno, tem potecial para crescer, trazer empresas e empregos no pais parece a solução para gerar mais impostos, para ser desviado, para virar dinheiro de campanha de novos tiriricas…

Kiba
Visitante
Kiba

os impostos que chegam a ser confiscatorios no brasil fazem com que as empresas tenham que pedir ao governo um aumento dos impostos de importados para que seus produtos (fabricados aqui e, em varias vezes, de qualidade inferior) possam competir com os de outros países, que são bem mais baratos… impressionante como isso pode acontecer hein! tks pelo comment!!

Buggy
Visitante
Buggy

Fato : Brasil ocupa a decima primeira colocação no ranking de pirataria de software

E dai uma pessoa muito inteligente pensa em como diminuir a pirataria brasileira
e surge a resposta “e so aumentar os preços de tudo o que for comprado no exterior”

GENIO!!!!!!

como nunca pensaram nisso

pra diminuir a pirataria e so deixar tudo mais caro

concertesa vai dar certo

ciro
Membro

Ótima matéria Kiba.

Eu acho que tudo bem se eles querem “valorizar os produtos brasileiros”, mas é necessário fazer uma pesquisa pra ver quais áreas seriam afetadas( como a dos games ).

Então na minha opinião deveriam pelo menos apoiar a campanha jogo justo e incentivar os desenvolvedores de jogos brasileiros.

Ate por que também existem jogos brasileiros de qualidade: http://www.taikodom.com.br

Drih Hawkeye
Visitante
Drih Hawkeye

Ler essa notícia não me deixou feliz. Not at all. –‘ A indústria de games já é frágil no Brasil, isso é fato. Os jogos e plataformas são absurdamente caros, o que, claro, incentiva a pirataria. E a pirataria desencoraja o comércio legal, e ficamos presos num círculo vicioso. Mas, ao invés de apoiar e facilitar o acesso aos produtos originais, o que o governo faz? Ferra mais e aumenta taxas. Pqp. –‘ E não é só com jogos, isso. Qualquer produto importado. Ou seja, caros otakus do meu S2, esperem para ver os preços de seus artbooks, gashapons, mangás,… Read more »

Kiba
Visitante
Kiba

pirataria é um grande problema por aqui, isso é fato… eu, particularmente, não sou a favor dela, mas vendo que para muitas pessoas não há outras formas de adquirir games, não tenho como culpar quem compra jogos piratas… quanto à essa lei aí, sim, não é só os games que vão aumentar e sim todos os produtos importados (gashapons, figures, artigos de cosplay e muitas outras coisas que otakus gostam de comprar, pois normalmente essas coisas são compradas por credit card…

Kiba
Visitante
Kiba

quanto ao jogo justo, infelizmente ele não envolve esse tipo de decisão do governo, já que a iniciativa deles é voltada para deixar de tratar os games como brinquedos, já que o público potencial dos games não são as crianças… seria interessante eles levarem esse tipo de coisa em consideração tambem.

Seiji
Visitante

Second…ou será Third? (esperando a Drih ser mais rápida q eu kkk)
Excelente matéria Kiba..De fato, discutir fatos sérios nunca é demais no AFS, na verdade é super importante para conscientizacao do leitor. O governo ta mais atrapalhando q ajudando, po..só pensar em lucro lucro…o povo nao tem tanto dinheiro assim, entao pra q aumentar ainda mais os impostos, só pro governo ter mais receita. pq eles nao diminuem os salarios dos deputados em primeiro lugar?…melhor eu parar por aqui senao isso vira uma discussao politica …Excelente matéria kiba, to de olho no governo hein…(*Revolts Mode On*)

• Rodz •
Visitante
• Rodz •

Fiiiirst ahaeuhea *brinks
PQP velho.. ainda bem q aqui no site a galera nao tem esse hábito, ou tem sei la kk
Todo caso boa coluna kiba, me causou a revolta necessaria por hj..
Amanha to partindo pra brasilia com tochas na mão

`BRASIL UM PAÍS DE TOLOS`

Fechar
Fechar