Game Retail #002 – Caça aos colunistas, Impostos e o Brasil

*TEMPORADA DE CAÇA AOS COLUNISTAS*

Leitor A: Vamos, joguem-no na fogueira!
Leitor B: Deixem-no torrar no asfalto até que sobrem só as cinzas!
Kiba: Desculpem, desculpem… Eu não fiz por mal, por favor não me matem!
Leitor A: Cale a boca, colunista de merda! Sua matéria estava um lixo e você só trouxe o mal para a sociedade!
Kiba: Opa, peraí… Também não estava assim tão ruim, vai!
Leitor B: Queimem esse jogador casual! Ele não sabe nada de videogame!
Leitor C: Matem esse imprestável logo!
Kiba: Me dêem só uma chance… Prometo que vou melhorar, mas não me matem!
Leitor A: Será que ele merece mais uma chance?
Leitor C: Não sei, ele pode colocar tudo à perder.
Kiba: Por favor! Me deixem tentar!

Fala galera! Estou de volta depois de quase ser queimado em praça pública por causa da coluna anterior. Brincadeira, também não foi assim tão violento e, no mais, acho que a galera gostou da matéria (ou não).

O tema dessa semana tinha sido decidido quando postei a anterior, mas dois dias antes do lançamento desta, um amigo me mostrou uma notícia que achei mais interessante para comentar.

Trata-se de um informativo postado no site Folha.com no dia 25/03/2011 falando sobre um decreto presidencial que irá aumentar o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para operações no exterior feitas com cartão de crédito. Segundo o mesmo site, esse decreto foi feito após pressão dos empresários brasileiros, já que a compra de produtos importados vale mais a pena do que produtos nacionais.

O que me motivou a escrever essa coluna é que games vendidos no Brasil são sempre importados (se levarmos em consideração os produzidos pela Sony, Microsoft e Nintendo) e esse aumento no imposto, automaticamente, aumentará os preços desses produtos por aqui, tanto para quem faz importação pela Internet quanto para quem compra em lojas brasileiras.

Por que isso acontece?

Além do Imposto sobre Importações, o governo cobra das empresas que vendem produtos fabricados em outros países os tributos cabíveis à pessoas jurídicas e, por isso, esses valores logicamente são imbutidos nos preços dos games e os deixam (na maioria das vezes) exorbitantes.

Há pouco tempo atrás, o brasileiro descobriu que, em diversos segmentos, importar seus produtos de sites como o eBay é mais vantajoso do que comprar no Brasil, tanto porque os impostos são menores quanto porque a qualidade dos importados, muitas vezes é maior (quem é cosplayer sabe bem disso).

Em contrapartida, a notícia comentada acima mostra que o governo está utilizando os Impostos Regulatórios (aqueles que servem para trazer competitividade das empresas brasileiras com as de outros países) para impedir ou dificultar que os brasileiros continuem comprando no exterior.

E onde isso nos afeta?

É aí que está o problema! Os games mais populares não são fabricados no Brasil e a única forma de adquiri-los por aqui é através de importação, seja ela direta (no caso de compras no exterior) ou indireta (compra em lojas de videogame).

Dessa forma, o preço dos games no Brasil, que já é caro, vai ficar mais caro ainda!

É isso.

Fonte de Informações: http://www1.folha.uol.com.br/poder/893861-governo-vai-mais-que-dobrar-imposto-para-compra-no-exterior.shtml

Random Comments

01 – Agradecimento especial à Drih, que fez com que eu mudasse o tema da matéria porque postou essa notícia (diga-se de passagem, muito mais interessante do que o tema anterior) no nosso chat.

02 – Também para a galera que me encorajou a postar, já que eu tinha achado que esse texto não estava apropriado ao AFS.

03 – Essa semana não vou falar muito sobre as últimas notícias aqui e nem sobre os lançamentos, pois estou numa correria e não pude atualizar meus feeds. Até a próxima Game Retail! Não se esqueçam de comentar!

 

Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

15 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Os impostos no Brasil são uma droga, muito caros, e não tem muito retorno de serviços do lado do governo.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*