Ultimas Noticias

Game Review: Trinity Universe

Ae galera, Goezinho aqui de novo para mais uma coluna de games, só que dessa vez vou falar de um jogo muito especial para mim chamado Trinity Universe… Então vamos pra review.

Introdução

Trinity Universe é um RPG lançado em 2009 somente para PS3, apesar de ser um RPG o sistema de batalha é bem inovador mas o que me conquistou não foi o fato de ser um RPG, meu gênero favorito, ou pelo fato de ser um excluivo… O que me conquistou foi a capa, isso mesmo, a capa do jogo… Que otaku resistiria a essa capa:

Trinity Universe

História

O jogo é sobre o Cacho Demônio Rei chamado Kanata que vive um mundo que seria basicamente um lixão, mas o que isso tem haver com a história? Já vou explicar, nesse universo de Kanata só há o planeta dele e em torno do planeta orbitam vários objetos, que vão de rosquinhas a bibliotecas, estranho mas aceitável, o problema é que os objetos estão começando a cair no planeta de Kenta e é o dever dele proteger sua nação, um plot no mínimo interessante, inovador e, porque não, estranho… Mas não julgue o Game pela capa (a não ser que você seja um Otaku ou tenha o apelido de Goezinho).

Gameplay

Agora vou explicar como vários objetos flutuando em torno do planeta podem afetar um game… Bom o que torna esse jogo incrível é o fato de o jogador poder entrar em qualquer um dos mais de 200 objetos e realizar missões em cada um deles, até hoje me arrependo de ter gastado uma semana da minha vida fazendo side quests… Bom, deixando os objetos de lado vamos ao sistema de batalha de Trinity Universe, que também é no mínimo curioso, o sistema de batalha gira em torno de combos realizados no controle (duh, onde mais), o que há de estranho nisso? Talvez o fato de que com apenas quatro botões e skills o jogador pode realizar mais de 500 finishing moves sendo que cada um dos 13 peonagens tem os seus? Porem não se anime achando que você vai sair apertado os botões e dando combos, pois cada personagem tem um numero limitado te Pontos de Ação e cada ataque faz a quantidade disponível cair, quando acabam os Pontos acaba o seu turno. Além de tudo isso você encontra todos os elementos de um RPG comum como a possibilidade de customização de armas e armaduras e até uma certa pitada de Galges, também conhecidos como Dating-Sims.

Trinity Universe

Conclusão

O game é ótimo mas fica repetitivo pelo fato de o jogador não ter uma grande quantidade de combos para realizar no inicio, a historia, apesar de simples e estranha, é bem envolvente e facilmente atrai o jogador, o sistema de batalha deixa o RPG dinâmico e a grande quantidade de dungeons deixa o jogador prezo durante mais de 50 horas para terminar o jogo com um belo 100%, com orgulho (ou não) admito que terminei com 100%.

Notas

Graficos e Arte: 8 (quem resiste a personagens Kawaiis com um belo estilo japonês?)

Musica: 10 (tenho todas as musicas do jogo no meu PC ^^)

Gameplay: 7 (como eu disse, fica repetitivo)

Trinity Universe

Comente

Sobre Goezinho

Pokémon... Games... Romances... E tudo que há de pervertido... Esses foram os ingredientes randomizados pela minha mãe para criar o filho que viria a ter, porém, aos 14 anos, foi acrescentado um ingrediente extra na mistura, o ANIME FREAK SHOW, e assim nasceu o ser conhecido como Goezinho, que utilizando seus poderes de amante de romances, ecchi e também sua voz, que COSTUMAVA ser inconfundível, batalha para criar conteúdo de qualidade para um Podcast que significa o mundo para ele.

Um Freak gritou para o Mundo!

  1. Sidney Gomes da Silva

    To jogado ele divertido mas repetitivo
    melhor do q muito rpg que tem por ai no ps3.(FF13)

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*