Indicações Janeiro – 2012 | por Mugi

Yoh Minna-san!!! Indicações de volta!!!

Sim, vocês leram certo: a coluna “Mugiwara Freaks” está de volta trazendo as indicações mensais. Havia parado de fazer o quadro na época do TCC e, depois que o finalizei, esqueci de revivê-lo.

Primeiramente, vamos lembrar algumas coisas: o quadro consiste da Staff do AFS indicar algo que goste para assistir (ou ler, já que também vale mangá). Essa coluna será lançada entre os dias 15 e 18 de cada mês.

Serão cinco sugestões mensais, variando entre: anime, tokusatsu, doramas, mangás e live-action. Uma indicação sempre será minha, outras três por pessoas da staff e a quinta de um convidado especial.

Nessa edição, confiram as indicações de Fernanda Fofonca, Seiji, Mugiwara e também Kei e Ed Caetano como convidados especiais.

INDICAÇÕES DO MÊS

Fernanda Fofonca indicações Nodame Contabile(Dorama)

Personagens cativantes, história agradável e muita música clássica. O contraste entre Nodame, que tem uma personalidade completamente fora do comum, e Chiaki, que é muito exigente e certinho, deixam a história divertida. O piano de Nodame é bagunçado, o de Chiaki é disciplinado, mas os dois se completam. Vendo a orquestra (principalmente a S-Oke), a vontade que tive foi de ir imediatamente a um concerto. A música clássica emociona, te encanta. É um dorama leve, bem humorado e simplesmente maravilhoso. Quem não assistiu, assista.

Seiji indicações

Chihayafuru (Anime)

Os mais desavisados podem imaginar o anime somente como mais um do gênero esporte de tabuleiro, como Hikaru no Go ou Saki, entretanto o anime é um Josei sobre Karuta e como tal lida com romance e o triângulo amoroso dos protagonistas. Com sutileza nesse questionamento romântico, bons gráficos, uma boa trilha sonora, além do amor da protagonista ao jogo, o dinamismo das disputas, e os desafios e as dificuldades encontradas contra alguns adversários, Chihayafuru é um anime recomendadíssimo para quem curte as grandes histórias românticas e/ou a emoção do esporte.

 

Kei indicações

Shiki (Anime)

Durante um verão extremamente quente, uma série de mortes bizarras começa a acontecer em uma vila calma e isolada no meio das montanhas. Um seinen sobrenatural, com horror e tragédias, shiki mostra como Ozaki Toshio lida com essa estranha doença que está a assolar sua Vila. Com uma trilha sonora simples, porem completa, Shiki mostra o lado dos descrentes quando se deparam com uma Ameaça Fantástica.

 

Edward indicações

Magico (Mangá)

Uma garota que passou sua vida inteira isolada e detentora de um poder capaz de destruir o mundo! Um mago que decide ajudá-la. Começando com um casamento. Mangá com ecchi, comédia e muita pancadaria! Diversão garantida. Excelente série da Shonen Jump!

 

Mugiwara indicações

Steins;Gate (Anime).

Um anime que é baseado em um visual novel logo agrada minha pessoa. Com Steins;Gate não foi diferente. Uma premissa muito interessante onde, no primeiro episódio, já acontece diversas coisas. Personagens com quem conseguimos nos identificar em certos pontos é um bom ponto forte do anime. Sua história trata de Viagem Temporal e possui uma ótima trama.

 

Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

7 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Nodame Contabile: não posso falar do dorama, pois como não costumo ver doramas, também não vi este, mas vi o anime e gostei. Concordo com o que a Fernanda escreveu, “A música clássica emociona, e encanta”, também tive vontade de ir ver concertos enquanto assistia o anime. Aconteceu-me várias vezes, mas como não tinha possibilidade de ir assistir concertos ia ao youtube ver. Fiquei a apreciar bastante música clássica depois de ver o anime. Depois desta recomendação talvez veja o dorama, se tiver tempo.

    Chihayafuru: É um anime bastante interessante e que ainda está a passar (neste momento é um dos animes que acompanho). Para ser sincero quando comecei a ver, não tinha muitas esperanças nele e pensei que ia ser um daqueles em que ia desistir, mas conseguiu cativar-me e manter-me interessado. Também concordo com o Seiji “bons gráficos, uma boa trilha sonora, o dinamismo das disputas, e os desafios e as dificuldades encontradas contra alguns adversários” são para mim os pontos mais fortes do anime.

    Shiki: Gostei do anime, principalmente da “Megumi” personagem que adorei (gostei da imagem da personagem, da personalidade dela que achei bastante interessante e da voz). É um anime ligado ao sobrenatural, mas que é um bocado diferente dos outros animes deste género (o que o torna interessante), pois normalmente em animes deste género existe sempre alguém que combate os monstros e só vive para os matar. “Shiki” é diferente, pois as pessoas sequer acreditam que monstros existam, que o sobrenatural existe, o que se torna a principal força destas criaturas sobrenaturais. É um anime bastante interessante, apesar de não ser nenhuma obra prima. Gostei.

    Magico: Não lei mangá e como tal também não li este pelo que não posso comentar nada a respeito.

    Steins;Gate: Adorei este anime. De todos os que aqui foram comentados para mim foi o melhor, fantástico. Não tenho nada a apontar a este anime, deixou-me preso do início ao fim. Conforme o Mugiwara disse “uma óptima trama”. Aconselho a quem não viu que o veja, pois não se vai arrepender.

    Uma boa coluna, com boas sugestões. Do que foi aqui recomendado talvez vá assistir ao dorama, já que o resto já vi e mangá não leio.

    Fico a aguardar as próximas recomendações.

    Abraço e continuação de um bom trabalho.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*