Ultimas Noticias

Review: Katekyo Hitman REBORN!

Yoo minna!!! Começando os Reviews de Segunda do AFS, essa semana teremos uma matéria diferente do que estou acostumado. Ao contrário das críticas comuns à temas e lugares que envolvem todo o mundo otaku, dessa vez farei uma matéria sobre um anime específico.
Ao contrário da série de matérias sobre Pokémon, onde o foco era contar a história da série, dessa vez, farei uma crítica, ou seja, contarei o que penso e tentarei falar sobre o gosto geral de um anime em específico, no caso, um dos meus preferidos e que terminou recentemente, nos deixando apenas com o mangá da série sendo lançado, Katekyo Hitman REBORN!
Quero deixar bem claro que não sou formador de opinião e apenas deixo expresso meus pensamentos, de forma que o que eu digo não é lei e qualquer pessoa pode ter pensamentos e opiniões diferentes do que descreverei aí, então, seu comentário será de muita importância para mostrar opiniões parecidas, diferentes e até contrárias à minha.
Então, chega de momentos tensos e, vamos começar!!!

Katekyo Hitman REBORN

O que é Katekyo Hitman REBORN?

Você vive sua vidinha mais ou menos sem pretenções, sem vontade de crescer e querendo apenas que o mundo acabe em barranco para que você possa morrer encostado, quando de repente, surge alguém lhe dizendo que veio para mudar sua vida e fazer você tornar-se o líder do mais poderoso grupo mafioso do mundo. Até aí o ritmo de shonen é comum, com pitadas de máfia italiana e tal, mas o que prende a atenção de qualquer um em KHR não é essa introdução simples, mas sim o fato de o tal professor ser, na verdade, um bebê mafioso e que ele realmente promete fazer com que o jovem garoto torne-se um chefão da máfia, mais precisamente, da Família Vongola.

Katekyo Hitman REBORNRealmente, o anime de KHR não começa como outros shonens, cheios de força, sonhos e objetivos. Na verdade, um verdadeiro comedião começa a acontecer na vida do jovem Sawada Tsunayoshi, após conhecer seu professor assassino, o Reborn. Com um mix de sitcom e personagens sem sentido nenhum que aparecem nos locais mais inconvenientes (com ênfase para Reborn que instala passagens secretas nos locais mais incomuns da escola de Tsuna (o apelido do jovem futuro mafioso).
Tsuna, obviamente, não quer ser um mafioso, não se sabe exatamente o porquê, já que o garoto demonstra, ao mesmo tempo, ter medo de viver em aventuras e estar preparado para ter uma vida sem sucesso, mas Reborn não lhe dá opção e começa a aprontar muito para fazer com que o garoto se desenvolva.
Rapidamente (ou lentamente, dependendo da velocidade de assimilação de cada um) são inseridos personagens mais sem noção do que o próprio Reborn na série, de forma que conhecemos um atirador de dinamites que admira Tsuna mais do que sua própria vida (Gokudera Hayato), um jogador de baseball que gosta de brincar de máfia (Yamamoto Takeshi), o presidente do conselho estudantil que odeia grupos (Hibari Kyoya), um garoto de cinco anos com black power e que gosta de jogar bombas nos outros (Lambo) e um lutador de boxe que vive ao extremo da vida (Sasagawa Ryohei), além de diversos outros personagens no qual não vemos inicialmente sentido nenhum ao longo dos primeiros episódios da série. Eis que muitos otakus, ao ver que a série não se desenrola logo nos primeiros capítulos, resolvem dropá-la (deixá-la de lado) e é aí que perdem o melhor do que é Katekyo Hitman REBORN.

Katekyo Hitman REBORNDepois de apresentar bem (em cerca de dezoito ou dezenove episódios) todos os personagens principais, a série finalmente começa a criar um sentido e, rapidamente, torna-se viciante, com seus episódios começando a se tornar continuados e aparecendo os primeiros vilões, que utilizam poderes (sem qualquer explicação) muito bons. O grande primeiro vilão, Rokudo Mukuro, representa o primeiro teste de Tsuna para ser o décimo chefe da Vongola (mesmo que ele não queira e demonstre medo em quase todos os instantes).
Além disso, Tsuna e seus amigos loucos também começam a se desenvolver como “futuros mafiosos” e também adquirem habilidades fora do comum que irão auxiliá-los nas aventuras seguintes, além de trazer à série algo além daquela história simples e tornando-a um shonen digno de estrelar as capas da revista semanal Shonen Jump.
Acontece que Katekyo Hitman REBORN não pára por aí e se desenvolve mais ainda na segunda saga, que mostra o primeiro confronto de Tsuna dentro da Família Vongola, onde ele terá que lutar para defender o poder dos sete anéis, que representam os sete guardiões da família das garras da Varia, a divisão assassina da Vongola.

Katekyo Hitman REBORNVários dos amigos de Tsuna, que antes pareciam não ter sentido algum no anime, começam a ter importância e mostrar que KHR é um shonen completamente diferente de tudo o que já vimos em qualquer outro shonen.
Katekyo Hitman REBORN começou sendo apenas mais um mangá da Shonem Jump, com uma história engraçada e sem muita expectativa, já que sua autora não era renomada no mundo dos mangás e a história parecia mais ser de comédia do que shonen propriamente dito.
O que realmente ajudou a série foi a grande guinada que a história deu justamente quando outras séries de sucesso da Jump decaíam (sim, estou falando de Naruto e Bleach) e, com isso, os jovens japoneses (e fãs do mundo inteiro através da Internet) voltaram suas atenções para essa série, que prometeu se tornar tão boa quanto as Top’s da Jump e cumpriu muito bem essa promessa.

Porque gostar de Katekyo Hitman REBORN?

Katekyo Hitman REBORNKHR tem uma história cativante. Rapidamente, você se identificará com um ou mais de um personagem e, com certeza, por causa dele, você continuará assistindo a série para saber o que acontece com ele. O número grande de personagens e a troca de roupas contínuas diversificam a série, de forma que visualmente o KHR que você assiste hoje não parece ser o mesmo de ontem, mas a essência da série não muda, de forma que logo de cara você reconhece características dos personagens que viu no primeiro episódio. Além disso tudo, aquela mistura de vários estilos que todos os shonens possuem fazem com que a série se torne mais interessante, pois ao longo da série você vê ação, comédia, aventura, drama, romance, suspense e, por isso, se prende à história, querendo saber sempre como anda o desenvolvimento de cada personagem dentro da série.

Porque não gostar de Katekyo Hitman REBORN?

Tentando ser imparcial, posso dizer que Katekyo Hitman REBORN é uma série para todos os públicos (todos mesmo), porém, se você não é fã de comédia, shonen ou não gosta de histórias intermináveis, você provavelmente não vai gostar muito de KHR.

Katekyo Hitman REBORN

Mas eu duvido que você não se interesse pela série só de ver seus temas de abertura ou os primeiros episódios… (eu me interessei assim xD).
Com todas essas informações sobre (na minha opinião) uma das melhores séries da Shonen Jump, eu só posso recomendar que assistam, conheçam todo esse universo da máfia e comecem a fazer parte dessa famiglia que assiste, comenta e curte Katekyo Hitman REBORN!

Até a próxima!

Comentários Pessoais:

01 – Matéria aprovada pela autoridade máxima em Katekyo Hitman REBORN! do AFS, nosso grande amigo Rodz.

02 – Assista Katekyo Hitman REBORN!

03 – Vou fazer uma matéria parecida com essa sobre One Piece um dia, o anime mais assistido pela galera do ShoutBox nos últimos dias, mas primeiro preciso chegar pelo menos na metade da história xD (com a ajuda do Mugi)

04 – Assista Katekyo Hitman REBORN!

05 – Fer, se depois dessa matéria você não se interessar por KHR eu já não sei mais o que fazer.

06 – Eu já falei pra vocês assistirem Katekyo Hitman REBORN!?

07 – Se você não gosta, não seja Troll, apenas seja educado!

Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

Um Freak gritou para o Mundo!

  1. Muito bom esse anime, assisti por recomendação do AFS e não me arrependo. Foi só eles falarem que o anime terminou que eu fui correndo baixar pra assistir, assisti tudo em cerca de um mês acho foi viciante.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*