Ultimas Noticias

Kiba – Senta que lá vem história!

Da galera do Departamento Editorial atual fui o primeiro a entrar para o site… Aliás, fui eu quem criou o nome “Departamento Editorial do AFS”, baseado no anime que estava assistindo na época, Bakuman. O nome anterior era “Central de Redação”, mas achei melhor mudar pra ficar mais moderno e dinâmico, porque a ideia inicial não era só escrever colunas e reviews, e sim, questionar o texto das postagens de todas as mídias do site e, assim, ajudar a melhorá-las. Hoje vou contar como foi minha jornada no site, então senta que lá vem história.

Como tudo começou…

Numa busca do Google, onde eu pesquisava sobre Katekyo Hitman REBORN, encontrei um site que tinha lançado um Podcast sobre o assunto. “Podcast? O que é isso?”, pensei eu no primeiro momento. Lembrei que o AnimaniaClub, site que acessava sempre, costumava anunciar aquele podcast, mas não me interessei no primeiro momento.

E foi assim até que eu conheci o Rodz na fila do Anime Dreams 2010, onde fazíamos cosplay de Reborn e decidimos reunir um grupo grande de cosplayers da série para andarmos pelo evento. Lá, ele me apresentou o Mugiwara, Marcos, Lelouch (se não me engano) e Panzer (eles nem devem se lembrar disso), que faziam parte do mesmo podcast que eu tinha conhecido e dropado naquele dia. Comecei a me interessar pelo assunto.

Algum tempo se passou e eu, enquanto acessava a Punch Fansub, vi um anúncio do lançamento de mais um Podcast feito por eles e pensei: “P****, esse negócio de Podcast deve ser bom…” e me arrisquei a ouvir o que tinha encontrado no Google à meses atrás, Katekyo Hitman Reborn – Parte 01. No mesmo instante comecei a me tornar ouvinte dos caras e, acabei escutando vários dos casts, me acostumando com as vozes e cheguei até a comentar alguns (coisa que eu nunca tinha feito em outro site, mesmo tendo trabalhado em outros antes do AFS).

Continuei escutando até que um dia os “Casters” anunciaram que estavam precisando de colunistas e decidi me inscrever. Como sou esperto, ao invés de mandar e-mail e esperar eles responderem, fui até o meu até então amigo de evento Rodz e falei que estava interessado. Por sorte minha, ele tinha acabado de entrar efetivamente para a equipe (já que na época que eu o conheci ele ainda era um fã) e eu consegui contato direto com o Boss para mostrar minhas habilidades em escrever colunas. Acabei até participando do Podcast 41 (Guia de Sobrevivência de um Otaku Volume 01) por sempre estar em eventos de anime e do 43 (Katekyo Hitman Reborn Parte 03) por ser viciado em Reborn.

Primeiras impressões

Entrei para o site algumas semanas depois que o AFS fez um ano (estou quase fazendo aniversário aqui =p), junto com mais algumas pessoas com quem troquei as primeiras ideias sobre “escrever colunas no AFS”. Eu já tinha experiência com isso vindo de outro site, mas quis fazer um trabalho diferente, voltado para o mesmo público que ouvia podcast de animes.

Percebi, rapidamente, que o público daqui é exigente e não gosta de ler qualquer coisa, tanto que a maioria das críticas que recebi no começo se tornaram lições importantes para o que eu escrevo hoje. Na época, o Marcos (aquele que você escuta no Afro in Box) costumava ler e revisar todos os meus textos antes da postagem. Ele quem sugeria alterações e fazia com que meus textos ficassem melhores (ou, pelo menos, legíveis).

O site começou a se tornar um grande desafio para mim, pois antes eu achava que seria fácil, mas não foi. É claro que aprendi a agradar e ao mesmo tempo fazer com que o público se acostumasse com meu estilo de escrita, de forma que o trabalho foi se tornando cada vez mais divertido e recompensador.

A Shoutbox

Percebi que tinha um grupo de fãs e membros da staff que costumavam conversar em uma shoutbox, que ficava instalada no layout do site. Eu, que vivia entediado, resolvi participar também e, naquele instante, percebi que a galera que eu tinha adicionado no Skype tinha uma vida, ao menos, parecida com a minha.

Foi então que grandes amizades surgiram, como num passe de mágica. Conheci melhor a Fer, o Tio Panda (que incrivelmente morava perto de casa e pegava o mesmo onibus que eu todos os dias), a Drih, o Mugi, o Sky, o Rafa, o Jon e mais um monte de gente, tanto que fazia parte da staff quanto o pessoal que ouvia os casts.

Também gostei muito de ajudar a organizar (pelo chat) o Encontrão AFS e, é claro, poder conhecer pessoalmente um monte de gente que eu falava só pela internet. Só fiquei um pouco chateado quando o programador foi obrigado a retirar a Shout do site porque ela estava pesando mais do que deveria, mas ainda estamos na luta para conseguirmos uma nova.

Departamento Editorial

O AFS entrou em uma espécie de hiato temporário, sem lançamentos de podcasts, e vários daqueles que entraram comigo para ser colunistas acabaram saindo (ou desaparecendo do skype). O Marcos começou a se dedicar ao Afro in Box para ajudar a suprir a vontade dos fãs de conteúdo e acabou se afastando um pouco da parte editorial do site e, de alguma forma, eu comecei a tomar a frente com a ajuda de outros membros da equipe.

Um bom tempo depois realizamos uma nova seletiva, dessa vez com o intuito de encontrar pessoas dispostas à escreverem Reviews, que também estava sendo uma forma de preencher a falta de podcasts. A Fer e o Tio Panda, que presidiam o “Fã Clube do AFS” e já ajudavam bastante o site, finalmente vieram fazer parte efetivamente da equipe, sendo a Fer a revisora (por ela odiar os erros de ortografia que ainda existiam nos textos do site) e o Tio Panda um dos redatores (por causa de seu conhecimento em animes e doramas). Desde antes daquela época os dois já formavam um casal “cuti cuti kawaii” (como diria o Dex), mas isso só foi se confirmar depois de alguns meses.

Na seletiva para redatores, várias pessoas se inscreveram e tornaram a escolha algo realmente difícil e que me deixou muito indeciso, já que eu fui um dos julgadores. Não foi fácil ser imparcial, já que haviam pessoas que eu conhecia participando, mas fiz o melhor que pude e acho que deu certo. Entraram para a equipe a Drih, o Seiji, o Alchemist e o Pandaman, nascendo assim o “Departamento Editorial”, cujo principal objetivo era trazer duas vezes por semana reviews sobre animes, mangás, games e doramas com qualidade de texto e informações.

E a coisa deu certo até que o site se reestruturou mais uma vez com o retorno do Podcast e das demais atividades que tínhamos antes. Até tudo se ajustar demorou um pouco e, quando percebemos, todos estavamos ocupadíssimos com trabalho e faculdade (o que é normal na vida de qualquer otaku/otome). Decidimos então brecar um pouco as atividades e, ao invés de postarmos apenas reviews, decidimos que seria legal se parte da equipe também começasse a escrever sobre o assunto que quisesse, fazendo colunas (como eu fazia no site logo que entrei).

No meu ponto de vista

Muitos poderiam dizer que o site para mim é apenas mais um, já que eu estive em diversos sites antes do Anime Freak Show, como sites de Downloads de Anime, Pokémon, Editoriais, Webrádio e Cosplay, mas o AFS foi diferente de tudo isso, pois foi o primeiro site que eu conheci membros pessoalmente antes de “adicioná-los no Skype e no MSN”, além de ter sido lugar onde eu fiz mais amigos dentre todos os que estive.

Talvez seja por isso que seja tudo tão diferente e novo para mim, mesmo fazendo quase um ano que estou aqui. Depois que entrei para o AFS, muitas coisas muito boas aconteceram e fiz tantos amigos que não posso nem dizer o nome de todos sem esquecer algum deles, mas claro que são todos importantes.

Tive, depois que entrei para essa equipe, diversos momentos inesquecíveis, dei muitas risadas, participei de muitos eventos e de pseudo-encontros da galera, além das discussões inteligentes sobre animes, games e cultura japonesa. Posso dizer abertamente que o AFS mudou minha vida e me ajudou até mesmo no campo profissional, pois se hoje sou menos tímido, escrevo melhor e me dedico mais ao que faço, pode ter certeza que muita coisa veio dos conselhos que tive dos meus amigos do AFS.

Então, tudo o que eu tenho a dizer é muito obrigado! Muito obrigado aos visitantes que sempre lêem e comentam minhas colunas, que me escutam quando eu gravo algum podcast e que dão suas opiniões sobre os assuntos que eu proponho. Muito obrigado também à essa grande equipe de amigos que eu consegui encontrar.

Random Comments

01 – Sim, esse depoimento ficou enorme. Maior do que eu imaginava. Tive que cortar alguns trechos da matéria, se não, vocês iam me xingar mais do que me xingaram pelo tamanho.

02 – Estamos planejando o seqüestro do Mugi e vamos pedir como resgate que a Shoutbox volte.

03 – Enquanto eu escrevo esses randoms comments, estou olhando para um Nintendo 3DS *-*

04 – Não se esqueçam de comentar muito! Saiba que nosso objetivo é a conquista!

Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

29 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Legal saber como o pessoal entrou pro AFS

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*