ao-haru-ride-episode-5-27

Mais Recomendações Romanticas

Oi pessoal!

Hoje não é dia dos namorados, nem natal e nem comemoração de qualquer data especial que pode-se associar à romance. É apenas um dia comum. E é nesse dia comum que eu venho trazer para vocês essas recomendações romanticas. O “mais” é porque o Janjão fez uma postagem dessa para o dia dos namorados de 2012, e, como para mim todos os dias são dias válidos para se perder em um anime de romance super lindo e fofo e apaixonado, eu vim aqui nesse dia comum para deixar um pouco mais de amor na vida de vocês!

Essa postagem foi preparada com nove sugestões de animes cujo foco principal é o romance. São animes mais antiguinhos que só quem é apaixonado pelo gênero, como eu, vai ter assistido. Alguns eu tenho certeza que todos já ouviram falar ou viram por aí no site, mas é sempre válido.

Aproveitem as recomendações.

Kareshi Kanojo no Jijou – MAL

1. KareKano

A primeira indicação na verdade é a minha última.

O anime de KareKano foi maltratado pessoal… Ele foi ao ar no outono de 1998. Conta com 26 episódios e foi animado pela J.C. Staff. É adaptação de um mangá de mesmo nome publicado por Tsuda Masami na revista LaLa entre 1995 e 2005. Ou seja, o anime saiu no meio da publicação do mangá…

A história é sobre uma garota que é perfeita na escola em todos os aspectos, e, em casa é super desleixada. Só se preocupa em estudar e faz de tudo para que todos ao seu redor pensem que ela é perfeita. Só que existe um garoto mais perfeito que ela na escola. Um garoto que tem as notas mais altas que a dela e é gentil, lindo e modesto.

Nem acredito que eu escrevi lindo e modesto como características da mesma pessoa… Mas é isso mesmo. Essa é a situação e o romance se desenvolve aí. Como? Assistam.

Só que tem uma coisa ruim com o anime em si: ele só adapta um pedaço da história. Sim, é óbvio, mas o anime acaba em uma parte da história ruim para o casal e, pelo menos eu, não gosto disso… A outra coisa é que o último episódio de KareKano praticamente não foi animado. Sim. É isso mesmo produção. Isso é desanimador mas eu prefiro ser honesta em tudo. A história vale super a pena, mas o anime foi maltratado…

Minha recomendação mesmo é que vejam o anime até quase o final e depois peguem o mangá. Vai  valer a pena!

Love Hina – MAL

2. LoveHina

O penúltimo dessa lista (é, eu meio que estou fazendo do nono para o primeiro…) é uma história que pretendia ser mais adulta um pouco, eu acho… A primeira temporada de Love Hina foi ao ar na primavera do ano 2000. Ela contém 24 episódios (a segunda tem mais ou menos isso também e ainda existem mais alguns vários OVAs) que foram animados pela Production I.G.

Acontece que tem um estudante meio fracassado que está prestando vestibular para a Toudai há muito tempo e nunca passa. Os pais dele estão cansados da cara de NEET dele e mandam ele procurar um emprego e parar de dar trabalho. Justamente nesse momento a avó dele pede que ele cuide da pousada dela, o Hinata-sou, enquanto ela viaja.

É claro que todas as residentes da pousada… Não gosto desse nome porque, no Brasil, é tipo um hotel que você fica alguns dias até voltar pra casa… É mais como se fosse um dormitório. Isso, é um dormitório. E só moram garotas nele. Desde garotinhas do ginasial até mulheres cursando o ensino superior. Ele concorda em tomar conta do dormitório e é aí que o romance se desenvolve.

É uma história bem clichê para os padrões de hoje, mas não deixa de ser muito engraçada. Recomendo fortemente porque vai ser divertido de assistir!

School Rumble – MAL

3. SchoolRumble

Tudo aqui é clichê, porque é antigo e mais ou menos com o mesmo foco. Não se surpreendam quando o plot de School Rumble se assemelhar com o de algum outro anime da lista!

Esse anime conta com duas temporadas e um OVA que finaliza a série. A primeira temporada teve 26 episódios e foi ao ar no outono de 2004. A segunda temporada conta com a mesma quantidade de episódios e foi ao ar na primavera de 2006. Os dois episódios do OVA contam vários anos a frente do término da segunda temporada e é o final da série.

A história é sobre uma garota que é secretamente apaixonada por um colega. Ela descobre que ele vai ser transferido para os Estados Unidos e tenta se confessar via carta. E acho que vocês já imaginam como isso não dá certo. O melhor de tudo é que tem vários triângulos e círculos e quadrados amorosos da história porque, enquanto ela gosta de um, tem outro que gosta dela e uma amiga que gosta desse outro e a irmã dela que meio que namora com um gato… é.

Mentira, muito do que eu disse não acontece. Mas é bem isso: alunos do ensino médio amando, sendo amados e não sendo correspondidos. O desfecho da história é muito interessante e tudo é muito engraçado. Acho que a comédia predomina o anime, mas o romance todo é muito legal de ver também. Esse é um dos animes que você já deve ter ouvido falar. Eu recomendo principalmente porque você vai se divertir muito assistindo e também se emocionar com o final!

Fruits Basket – MAL

4. FruitsBasket

O próximo é outro mangá que foi publicado no Brasil.

Acho que já deu pra perceber que raramente esses animes de romance adaptam o mangá inteiro ou tem uma continuação. Felizmente, para um mangá que saiu entre 1998 e 2006, o anime de Fruist Basket feito pelo Studio Deen no verão de 2001 conta com 26 episódios lindos.

Gente, é bom sempre lembrar que estamos falando sobre animes velhos. Eles foram animados no início dos anos 2000 ou no final dos anos 90. Não eram tão valorizados quanto hoje em dia por ser romances e, a animação não era FullHD e super cores e movimentos como é hoje. Então, quando eu digo que é lindo não estou falando dos padrões atuais.

Então, a história é sobre uma garota de 16 anos que é orfã e sem-teto. Ela mora numa barraca perto de um riacho, sério. O que aconteceu pra ela ficar nessas condições? É mais divertido se vocês assistirem pra saber! Um dia ela é convidada pra morar na casa do menino mais perfeito da turma. Porque ele descobre que ela mora numa barraca e tals… acontece que era perto da casa dele o local em que ela estava acampada e ele descobre… é. Enfim. A coisa diferente é que a família dele é meio que amaldiçoada: quando um deles é abraçado por outro (ou seja, dois meninos se abraçando) eles se transformam em animais do zodíaco chinês… Sim. Um gato, um cachorro, um rato, essas coisas.

A história é muito engraçada, de verdade, e é tão interessante de ver que você vai querer ler o mangá depois que terminar de ver o anime. Eu super recomendo!

Karin – MAL

5. Karin

Esse é um dos animes do tempo que eu vi/lia tudo que encontrava sobre vampiros.

Karin é um anime de 24 episódios feito pela J.C. Staff e exibido no outono de 2005. Esse é bem mais novo que os outros da lista e é visualmente mais bonitinho que alguns… Aliás, a história dele é a que tem mais romance por ser comprimida, eu acho. Todos os 24 episódios tem um pouquinho de desenvolvimento no romance da protagonista.

A diferença maior dessa história é que a protagonista é uma vampira. Só que ela não é igual aos outros vampiros do mundo: ela não suga sangue. É bem o contrário, o sangue dela aumenta e ela injeta nas pessoas. É bem interessante, na verdade, já que ela é super atrapalhada e os poderes dela não funcionam, e, principalmente isso, ela raramente consegue injetar o sangue dela em alguém, então… Não vou contar o que acontece. Vejam que vai ser bem mais divertido!

Como o casal vai dando certo desde o início, o romance se desenvolve através dos rivais e conflitos/acidentes que acontecem na escola e com os familiares dos dois. Eu prometo risadas e muita torcida pelo casal!

Aishiteruze Baby – MAL

6. AishiteruzeBaby

Esse anime é tão fofo!

Já assisti duas vezes e não cansei ainda! É um daqueles animes quadrados, como diz a Kei, mas é compreensível: foi exibido na primavera de 2004 pela Animax e tem 24 episódios de fofura. E a história pode parecer uma coisa que não é…

O protagonista é um daqueles meninos que ficam por aí só preocupados em quantas meninas bonitas eles conseguem pegar por semana e não fazem mais nada da vida. Teoricamente ele é estudante do ensino médio, só que ele sempre chega atrasado, dorme na aula, mata aula e esse tipo de coisa que meninos irresponsáveis fazem. Pena que ele precisa virar o guardião de uma priminha (de uns 5 anos) e, consequentemente, um garoto responsável.

Uma tia dele resolve que é triste demais pra cuidar da filha depois que o marido morreu e simplesmente abandona a menina pros parentes cuidarem. Essa menininha acaba na casa do protagonista e a família inteira dele joga os cuidados da criança pra cima dele…

Pessoal, é claro que eu não ia recomendar um anime lolicon pra vocês, então, não, o romance não acontece entre o adolescente e a criança. É que, por ele cuidar da prima e ficar mais responsável por isso, o moral dele fica mais alto entre as meninas sérias da escola e aí sim o romance começa a rolar.

Eu super recomendo porque o background, o passado, dos personagens é muito tocante; a menininha é super fofa e é tão lindo ver ela superando suas tristezas e problemas que surgem diariamente; e ver o protagonista amadurecer é legal. Assistam.

Kaichou wa Maid-sama – MAL

7. KaichouWaMaid-sama

Esse é um anime que, eu acho, muita gente conhece. Também tem o mangá no Brasil e o anime só cobre o comecinho da história: o final é mais ou menos aberto. Super recomendo que leiam o mangá se gostarem do anime, mas a adaptação não é completamente linear, cuidado. Se você pegar o mangá no exato ponto em que o anime acaba vão ter algumas coisas que não farão sentido. Precisa ler o mangá desde o começo!

Seus 26 episódios foram animados pela J.C. Staff e exibidos na primavera de 2010. Esse é o título mais atual dessa postagem. O mangá acabou em setembro de 2013 com 98 capítulos.

A história é, como o nome do anime já diz, sobre a presidente do conselho estudantil que trabalho meio período em um café de empregadas. Bom, mais ou menos isso. Na verdade, a família dela é pobre e a escola que ela estuda era um internato masculino. Como a escola tinha acabado de se tornar mista ela faz de tudo para conseguir que mais meninas se matriculem a cada ano, e faz isso como presidente do conselho estudantil.

Mas para ser uma presidente perfeita aos olhos de todos na escola ninguém pode saber que ela tem um trabalho de meio período num café de empregadas. E como ninguém pode saber é claro que alguém descobre. Só que é justamente o cara que ela mais odeia na escola… A protagonista tem um probleminha com homens: ela não gosta deles. Vejam o motivo no anime. E essa pessoa que descobre onde ela trabalha é o cara para quem todas as meninas se confessam e levam foras… É complicado.

A trama é meio complicada de explicar em poucas palavras e eu acho que me enrolei um pouco nesse processo… mas vejam o anime. O “príncipe” é muito lindo e um tanto quanto perseguidor, já a protagonista é super controladora. Eles são praticamente opostos e é muito divertido ver o que vai acontecer. Além do que, o romance é super fofo!

Itazura na Kiss – MAL

8. ItazuraNaKiss

Chegamos na segunda (ou penúltima, vai do ponto de vista) indicação com um plot super clichê! Nesse anime da temporada de primavera de 2008 vocês verão uma garota da pior turma de terceiro ano da escola que é perdidamente apaixonada pelo melhor aluno do ano desde a cerimônia de abertura. Se o seu alarme de “já vi isso em algum lugar” está apitando não fique preocupado, porque acaba agora.

Quando a protagonista entrega a carta de amor que ficou a noite toda acordada escrevendo para o amado dela as coisas começam a ficar feias… Ele regeita ela repetidas vezes e de várias formas diferentes. Até que, chame isso de destino que eu não me importo, a casa dela vai a baixo e um amigo da família convida eles (a moça e o pai) para ficarem em sua casa até resolverem a situação.

É óbvio que a casa era do tal menino que deu o fora nela. Eles são obrigados a conviverem dia e noite, na escola e em casa e isso faz o romance ir para frente…? Ou não? Assistam e descubram! O que eu acho melhor nesse anime é que as coisas vão além do ensino médio. Afinal, a história começa já no terceiro ano deles…

Hana Yori Dango – MAL

9. HanaYoriDango

Enfim chegamos ao meu anime preferido dessa lista!

Atenção: este anime é do outono de 1996. Foi feito pela Toei Animation. Não se surpreendam com a animação super mal feita dele. É antigo? É sim! Mas é ruim até mesmo para a época em que foi  lançado. Fator que contribui para isso é saber que a Toei costuma mesmo fazer animações ruins, de propósito. É muito difícil achar ele para baixar em uma qualidade aceitável e é mais difícil ainda suportar aquela animação por 51 episódios. Eu não assisti ao anime primeiro e por isso foi dezenas de vezes mais fácil pra mim, já tinha me apaixonado pela obra.

Uma coisa que eu tenho certeza é que todo mundo já ouviu falar sobre Hana Yori Dango. Principalmente se você escutou a maior parte dos podcasts do site. A série ficou popular em 2008 (mesmo ano em que o mangá terminou), mais ou menos, que foi quando os doramas estouraram na TV japonesa e acabaram se espalhando mundo afora. Existem cinco ou seis doramas de países diferentes e com nomes diferentes para Hana Yori Dango.

“Mas, Renata, se o anime é tão difícil de ver, por quê?” Então. Vários fatores.

Primeiro: por conta do ano em que foi lançado e por ser um anime ele não é censurado. É lindo porque a história tem muitas cenas de bullyng pesado, violência mesmo, do tipo porrada de verdade e também gestos obscenos e xingamentos. Entre todas as cenas pesadas a que eu mais gosto de usar como exemplo é uma em que o pessoal do colégio amarra a protagonista pelos pulsos no parachoque traseiro do carro de alguém e sai arrastando ela pela rua. Nos doramas não tem nada disso. O máximo que rola é a menina batendo nos caras.

Segundo: o dorama não tem a aparência de colégio que o anime tem. Por ser uma animação existe a liberdade de desenhar os personagens o mais infantil possível; quando se tem atores é inevitável os personagens não parecerem estudantes o tempo inteiro. Principalmente por conta dos figurinos.

Terceiro: meu objetivo é trazer animes esquecidos!

Não foram vários fatores mas deu pra explicar porque eu acho que o anime precisa ser assistido. É uma experiência que vai mudar suas concepções sobre a obra, se você já viu os doramas, e que vai abrir seus olhos para o que a gente tem de anime hoje em dia.

E foi isso.

Foi um texto gigante como de costume mas eu espero que seja válido para vocês! 😀

Obrigada por lerem até aqui, quero que vocês assistam mesmo os animes e gostem assim como eu gostei de cada um deles. Existe um mérito em ver animes mais antigos e eu espero que vocês também possam vê-lo depois de assistí-los.

Todos esses são animes que eu já assisti, então posso falar por experiência.

Até a próxima!

Comente

Sobre Renata Alexandra

Eu sou uma garota viciada em revisão de português, então por isso eu fiz o teste para o cargo aqui no AFS, e depois para vários outros sites... Atualmente sou podcaster, fazedora oficial de postagens de cast, faço pautas e captura de áudio nas horas vagas e a parte mais importante da trilogia (de quatro pessoas) da Brigada RMR.

7 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Oe, eu estava fuçando no seu site, e descobri que vocês publicaram uma caravana em 2011 para ir no anime friends e essa caravana iria sair da maringá e londrina! Eu queria perguntar se vcs não tem mais intenção de fazer outra caravana para lá! É que eu estou super animada em ir para o anime friends e uma caravana seria uma boa idéia! Aguardo ansiosa para a resposta até lá passar bem.

    Contato: email:gabihelo1@hotmail.com
    Skype: gabrielly.heloiza

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*