Ookami Kodomo no Ame to Yuki – A história de Hana

O filme estreou nos cinemas do Japão no dia 21 de julho de 2012. Foi produzido e distribuído pelas empresas MadHouse, VAP, Dentsu, Yomiuri, FUNimation, Kadokawa Shoten, Estúdio Chizu, e Toho Company. Seu character design foi feito pelo mesmo desenhista do anime de Evangelion. É baseado em um mangá de mesmo nome escrito por Mamoru Hosoda em publicação desde abril de 2012 na Young Ace; seus gêneros são drama, cotidiano, fantasia, romance e Seinen, que na verdade é o público indicado. O filme é livre para todas as idades.

O filme conta a história de Hana, uma garota de 19 que conhece o amor de sua vida na faculdade que frequenta. A história é contada pelo ponto de vista de Yuki, a filha mais velha de Hana, então informações profundas, como que curso ela fazia ou sobrenomes, são irrelevantes. Mesmo que eu diga que na verdade essas são informações relevantes, não são mencionadas em nenhum momento do filme, então devem realmente ser irrelevantes para a Yuki.

Saindo das informações técnicas, vou dar minha opinião enquanto apresento melhor a história para vocês, mas já aviso: conterá revelações de enredo, como a Wikipédia gosta de dizer que o texto terá spoilers.

filme

A segunda cena do filme é o que eu vou chamar de início, já que a primeira cena é uma coisa que só vai ser entendida se você ver o filme, porque eu nem vou explicar ela e nem vou dizer porque ela está lá, se vocês descobrirem é mais interessante. Então, a segunda cena do filme é onde a Hana conhece o amor da vida dela e eu acho muito clichê ficar escrevendo isso toda hora. Essa cena é interessante, porque me lembrou muito Honey & Clover, já que acontece dentro da faculdade e Hana acaba por perseguir o cara. Esse que me lembra muito o Morita-san, de H&C. Mas o que aconteceu antes disso foi que me prendeu a atenção…

Ela estava sentada em sua mesa, prestando atenção à aula e resolve dar uma olhada pela sala quase vazia, devo acrescentar, e isso quer dizer que pode ser uma matéria bem chata de um curso pouco popular, mas sim, ela olha ao redor e vê um monte de casaizinhos. Salvo alguns alunos, alguns mesmo, que estavam tão concentrados na aula quanto ela. E aí ela vê um homem, apenas com um caderno, sentado isolado das outras pessoas e mais interessado na aula que qualquer um.

É aquela coisa, as mulheres sempre se interessarão pelos homens mais misteriosos, nem que seja por alguns segundos. Vocês homens, podem ter certeza disso, são mais interessantes aqueles que não conseguimos decifrar no primeiro olhar.

filme

A história é realmente muito boa, só tem uma coisa que você precisa ignorar ou assistir pensando “é um anime, então coisas como essas podem acontecer normalmente”. O que é essa coisa? Então… O cara que ela gosta e que depois começam a sair, por fim resolve mostrar sua verdadeira forma pra ela… Ele é um lobo. Ou melhor, um Homem-Lobo, que é uma lenda do Japão e ele é o último ser de sua espécie ainda vivo. Então, ele se transforma na frente dela, de um homem comum ele se transforma em um lobo cinza-azul.

Até aí beleza, né? Aí, vem a próxima cena, onde ele finalmente aceita ficar com ela, que já tinha dito antes de ver ele como lobo e disse de novo que gostava dele. Essa é a cena que vocês têm que relevar: Eles se beijam. Mas ele é um lobo e ela está claramente nua e ele é um lobo e eles então nús…

E isso é o início.

Depois nasce a primeira filha deles, Yuki, que é quem narra à história. Interessante ver o ponto de vista do casal, em se preocupar em não ter a filha em um hospital com medo da aparência dela. Depois disso não acontecem muitas coisas até o Ame, o segundo filho nascer. Ai é onde começa o drama. Mas não vou contar o que acontece aqui e nem daqui pra frente, vocês vão ter que assistir.

filme

Agora vou tentar convencer vocês a verem o filme:

A história é bem simples e cativante, tipo filme infantil mesmo, só que com todo aquele drama que só vai fazer efeito nos adultos, nas pessoas que entendem pelo menos um pouco as situações que a Hana passa. A comédia é bem aplicada, não bem feita, mas acho que ser bem aplicada é mais importante. Ter as piadas no momento certo é mais importante que ter piadas supremas. Então o conjunto drama e a comédia farão vocês se apaixonarem pelo filme.

Uma coisa importante, é que ele não tem os elementos que diferencie o público masculino do feminino. Em momento nenhum, um garoto vai dizer que tem muita enrolação de romance de menininha e nenhuma garota vai reclamar também, seja sobre o que elas reclamam normalmente sobre os animes de meninos. Vou usar uma palavra bem inesperada, mas que é a verdade: “unissex”. Tipo roupa branca para bebês. xD

É um bom filme para as pessoas que não conseguem ter facilidade em lembrar dos nomes, já que esses são bem fáceis e se você ligar eles aos fatos que ocorrem é muito difícil de esquecê-los. Por exemplo, Hana, que significa flor, o marido dela começa a levar várias flores diferentes pra ela enquanto ela esta grávida. A Yuki nasceu num dia de inverno em que nevava muito, assim seu nome significa neve. O Ame, nasceu num dia muito chuvoso e seu nome significa chuva. E o marido dela… Bom, o nome dele não é dito nenhuma vez, mas no myanimelist está escrito que o nome dele é Ookami, que significa lobo, e ele é um lobo. E sobrenomes não existem. Só um personagem tem sobrenome, mas ele logo começa a ser chamado por um apelido, então nem conta.

filme

E é só isso. Essa não foi uma postagem usual minha, mas é que eu senti a necessidade de fazer uma apresentação e também quero muito que as pessoas vejam esse filme, eu gostei bastante e acho que pode ser um filme com uma base de fãs grande daqui um tempo.

Apenas lembrando ou para quem não sabe, o filme foi ganhador do 12º Tokyo Anime Award que é uma das mais respeitáveis premiações relacionadas ao mundo dos animes nas seguintes categorias:

  • Melhor animação do ano
  • Melhor longa metragem
  • Melhor diretor (Mamoru Hosoda)
  • Melhor roteiro (Satoko Okudera, Mamoru Hosoda)
  • Melhor direção de arte (Kouji Oono)
  • Melhor character design (Yoshiyuki Sadamoto)

OBS: Aqui vale notar que Kouji Oono também havia sido o diretor de arte de A Letter to Momo, outro filme muito elogiado pela imprensa.

Das 10 categorias, o filme ganhou 6. Ou seja, com certeza ele merece o seu respeito para ser visto.

Pra quem já viu, quero que comentem suas cenas preferidas. A minha foi a que a Yuki entra correndo em casa, pulando pelo meio das visitas e gritando “é hora do xixi”. xD

Obrigada a todos por terem lido. Eu sou realmente agradecida a vocês, tanto os que sempre estão pelo site lendo e comentando e aos que só leem o que lhes interessa, às vezes comentam e às vezes não. Muito obrigada por estarem sempre por aí. ;D

Agradecimentos especiais aqui ao Felipe, que além de acrescentar conteúdo a essa postagem, deu uma revisada no português e concertou algumas coisas. Muito obrigada, Felipe. ;D Ele também assistiu o filme e aprova.

Comente

Sobre Renata Alexandra

Renata Alexandra
Eu sou uma garota viciada em revisão de português, então por isso eu fiz o teste para o cargo aqui no AFS, e depois para vários outros sites... Atualmente sou podcaster, fazedora oficial de postagens de cast, faço pautas e captura de áudio nas horas vagas e a parte mais importante da trilogia (de quatro pessoas) da Brigada RMR.

20 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. q q religiao tem a ver com americanisse?
    brasil eh paga pau dos americanos, mas nada tem a ver com religiosidade ‘-’

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*