games

Padrasto preso por forçar seu filho de 9 anos a jogar jogos violentos

A polícia de Kyoto prendeu um homem de 28 anos, padrasto, por suspeita de coerção, depois, alegou-se que ele havia repetidamente forçado seu filho de nove anos de idade a jogar jogos de violência e de conteúdo inapropriado para a idade, como Grand Theft Auto IV e jogo de luta Tekken Tag Tournament 2, ao longo de seis meses, quando sua mãe estava ausente.

Jogos muitas vezes têm uma má reputação na mídia. Embora a maioria dos jornalistas de hoje, críticos, profissionais médicos e pais cresceram com televisões em suas casas e terão todo o prazer olhar para a “caixa idiota” por horas todos os dias, os videogames são uma mídia muito mais jovem de entretenimento e, como tal, são muitas vezes incompreendidos ou culpados por todos os tipos de atrocidades, por isso, tornando-se claro que um criminoso – bem como possuir um aparelho de televisão, assistir filmes, ler livros e comer comida todos os dias – joga videogame.

screen-shot-2014-02-13-at-2-36-59-pm

Mesmo o mais experientes dos jogadores, sem dúvida, concorda que há uma abundância de jogos por aí que simplesmente não são voltados para crianças. Grand Theft Auto V, que vendeu 29 milhões de cópias em suas primeiras seis semanas sozinho e passou a se tornar o jogo mais popular de 2013, está repleto de violência gráfica, linguagem obscena e cenas de natureza sexualmente explícita. Aclamado pela crítica The Last of Us de drama e sobrevivência, por sua vez, coloca os jogadores em um mundo pós-apocalíptico em que os protagonistas são atacados por tudo, desde mutantes infectados com Cordyceps (fungo parasita) a grupos de sobreviventes com tendências canibais. Os jogos são claramente identificados 18 +, ou “CERO Z” no Japão, o que significa que eles são estritamente apenas para adultos.

As crianças, por vezes (Hayasida: Muitas por sinal), saem jogando aqueles que não são destinadas para elas, e muitos pais, consciente ou não, frequentemente permitem que seus filhos adquirir títulos que órgãos considerem inapropriados para menores de idade. Mas um homem na Prefeitura de Nara, no Japão, atualmente é acusado de não apenas permitir que seu filho tenha acesso a tais jogos, mas o obrigando ativamente a jogá-los durante um período de seis meses.

screen-shot-2014-02-13-at-2-20-55-pm

O homem sem nome, que trabalhava como cuidador na área de Nara, supostamente submeteu o menino a jogar jogos como Grand Theft Auto IV, Tekken Tag Tournament 2, Kenka Bancho e Metal Gear Solid IV, que apresentam cenas de violência intensa e proibido para crianças (embora você vai ter que perdoar este escritor por sugerir que o menino era provavelmente mais confuso ou entediado do que traumatizado quando se trata da trama complicada de Metal Gear Solid 4).

Polícia ouviu que o padrasto do menino estava forçando-o a sentar-se perto dele e jogar os jogos, às vezes até três vezes por semana durante duas ou três horas de cada vez, mesmo que o menino estivesse se sentindo desconfortável para jogar.

screen-shot-2014-02-13-at-2-59-05-pm

Infelizmente, parece que isso não é um simples caso de um jogador apaixonado por jogos que ignorou as restrições de idade, no entanto. A polícia de Kyoto também ouviu dizer que quando deixado sozinho com o menino, o homem de repente lhe lançava insultos, xingamentos e lhe dizendo que ele “não era querido” em casa e que ele desejasse que ele morresse, assim como, fazendo declarações ameaçadoras tais como “Eu tenho amigos [gangsters] da yakuza.”

O Yahoo! News do Japão relatou que depois de meses de se preocupar com os efeitos do comportamento do homem e do conteúdo que ele estava expondo para seu filho, a mãe do menino se separou do homem de 28 anos de idade, em abril do ano passado. Falando com os profissionais médicos, ficou claro que o menino sofria de uma forma de estresse pós-traumático. Foi então que a mãe solteira foi para as autoridades, que prenderam seu ex-marido em janeiro deste ano por suspeita de coerção.

Nota de Hayasida: A parte abaixo foi adaptada para o site AFS

Há claramente mais neste caso do que simplesmente um homem e que tem propensão para videogames violentos, e esperamos sinceramente que o menino e sua mãe se recuperem de sua provação, mas os gamers apaixonados aqui no Anime Freak Show Podcast gostaríamos de lembrar a todos os nossos leitores que assim como em filmes e jogos de videogame têm classificações etárias carimbado sobre eles por uma razão, e estes devem receber a devida atenção!

Joguem seguros, garotos e garotas!

 

Fonte:RocketNews

Comente

Sobre Hayasida

Hayasida
Hm...estudante de Engenharia, otaku em treinamento, apreciador da cultura japonesa e gamer desde criança XD. Fã e seguidor do AFS desde do cast 67.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*