Portal MMO 3# MMORPG Antigos.

Oi pessoal, novamente mais um post do Portal MMO e dessa vez com nossa terceira edição XD.

Antes de iniciarmos, devo dizer às pessoas que mandaram os comentários pedindo que eu falasse sobre LOL ou WOW, um dia eu vou falar sobre esses games, mas não será tão breve porque eu quero fazer algo muito bom, pois esses games merecem. Não vou fazer nada sobre eles em breve, mas futuramente irei postar algo digno a esses games.

Ragnarok

Vamos começar falando de um dos primeiros MMO’s do Brasil.

MMO

Ragnarok é um game de origem Coreana (o que tem na Ásia para a maioria dos MMO’s virem de lá?), ele é um game bidimensional, mas com cenários tridimensionais (como isso é possível?).

Os personagens são divididos de forma bastante complicada possuindo base e classe (Tentei entender por uma tarde inteira, não consegui, mas não importa, o jogo é legal!).

E como eu não havia entendido, chamei o Mugiwara do Ragnarok, o Tanaka, se alguma referência estiver errada, por favor, procurem Tanaka no Facebook e briguem com ele (boa sorte para achar um Tanaka entre um milhão).

Cada classe pode ser utilizada de um jeito diferente, dependendo do atributo, skill e arma que você utiliza no personagem, mas isso não é tão importante no começo do game (vale prestar atenção, pois quando você chega num nível alto isso irá fazer uma grande diferença).

Possuindo uma infinidade de itens logo se tornou um exemplo para outros MMO’s, e dentro dos itens temos também as cartas que você pode dropar dos monstros (Ou para você que tem grana, da para comprar na loja do game ou de outros jogadores).

As cartas contribuem para aumentar ataques específicos ou poderes do jogador para assim derrotar mais facilmente monstros ou jogadores.

E a carta combinada com equipamentos específicos trazem características bem especiais.

Os itens trazem ao jogador uma experiência de jogo muito variada trazendo milhões de opções de customização (Mesmo que o personagem seja em 2d).

Seus mapas são enormes, pena que o gráfico não é aquelas coisa (para época em que o jogo foi lançado até era).

Dentro desses mapas possui os NPC’S (Vendedores, monstros). Os monstros do mapa também uma variação que é o MVP, que é um monstro que possui uma Life gigantesca e que invoca outros para lhe proteger, antigamente era difícil localizá-lo, pois só há um MVP por mapa e seu respawn é muito demorado, mas atualmente não está mais difícil de encontra-lo, pois existem itens para localizá-lo.

Outro avanço que marcou muito foi o Trade (trocar entre Players), pois na época não era possível trocar itens entre jogadores, só era possível comprar dos vendedores ou dropar de monstros. E também é possível um jogador criar sua própria loja.

O PVP do jogo é bem balanceado e segundo o Tanaka bem justo (Pelo menos no Server original não tinha “Cash”).

Dentro da área do PVP temos o WoE (War Of Emperium) que é bem parecido com o Castelo Siege de outros MMORPG, e essa é a principal diferença do Ragnarok de outros games, pois as outras coisas são comuns como Guild, Party ou Grupo dentre outras.

Agora vamos falar um pouco da história. A história é bem básica é estilo história de anime com temas mitológicos e assim como outras histórias é naquele mesmo esquema, todo mundo estava na paz e do nada algo aparece e um herói ou um grupo tem que ajudar a salvar o mundo das forças do mal ou qualquer coisa parecida.

 

 

Runescape

MMO

Eu não joguei muito Runescape, eu me lembro de ter jogado mais um MU Online Misturado com Runescape, era algo muito sinistro (bota sinistro nisso, mas eu já vi MU Online misturado com Naruto, Dragon Ball Z, até Pokémon então misturado com Runescape é até que normal kk).

Voltando ao game… Na opinião do Tanaka, esse jogo é “bobo e feio” (Não liguem pela sua falta de criatividade para xingamentos, ele é um pouco estranho mesmo, se é que me intende kk), mas essa é a opinião dele, e eu sou neutro.

Ele se passa num universo fictício de Guilenor e é divido em vários reinos, cidades, vilarejos e etc., assim como outros games.

Na verdade eu não vi nada de muito diferente no game, pois no site está falando que foi considerado o MMORPG mais trabalhado do mundo.

Para o jogador se locomover nesse “novo continente” você pode deslocar em barcos, balão, ou feitiços de teletransporte. (Pena que não existe algo estilo avião supersônico, porque o continente assim como o de Perfect World é bem difícil de atravessar sem teletransporte).

E assim como outros do mesmo estilo temos nele opções de customização variadas, trazendo várias armaduras, botas, e etc.

As armas ou são medievais ou fictícias e são divididas em 3 categorias, armas brancas, magia e armas de ataque em distância.

Lembrando que esse game é de Browser por isso ninguém terá problema de não rodar (A menos que você tenha um PC da Xuxa).

Eu não vou explicar muitas coisas porque são parecidas com as de Ragnarok, então ficaria repetitivo (Tanaka disse que esse game é plagio europeu do Ragnarok. Sim, Runescape é da Inglaterra).

O único diferencial desse game é que ele não obriga o jogador a escolher uma classe, ele pode escolher o vértice do triangulo ao escolher qual armadura e arma irá utilizar e também porque ele é de browser.

Mu Online

MMO

Chegamos ao último game que é um dos que eu joguei bastante quando era pequeno. (Tipo dois anos atrás ou três, já que eu tenho 14 anos kkk).

Esse jogo se passa num continente perdido, dentro de uma atmosfera medieval com cavaleiros como o Dark Lord, guerreiros como o Dark Knight e o Blade Knight, elfos como a Fairy Elf e Sumonner, Magos com o Dark Wizard e o Soul Master e Magos Guerreiros com o Magic Gladiator. (OK, a tradução não fala que todos são cavaleiros, mas para mim quem é cavaleiro é quem pode andar de cavalo e o único que pode é o Dark Lord. ‘—‘)

Na realidade, todos esses personagens tem uma história por traz, por exemplo:

O Darnk Knight evolui para o Lord Emperor (No Server privado que eu jogava o Dark Knight evoluía para o Blade Knight ‘-‘), o Dark Wizard Evolui para Soul Master e assim por diante o único que não evolui é o Dark Lord (ele não pode ser criado no começo, você precisa de alguns atributos antes) e a Summoner (Eu não cheguei a jogar com ela, ela é personagem novo).

Um dos contras dos games é na questão de gênero, não existe uma Dark Wizard mulher, ou uma Fairy Elf homem, é impossível alterar isso, por isso é comum achar homenzinhos com avatares mulheres, pois em batalhas é bom ter uma Fairy Elf para recuperar vida (Então fica a dica, não dê cantada em Elfas, de repente aquela personagem com um nome muito fofo na verdade pode ser um Morenão Potente de 2 metros de altura, mas se você estiver à procura, nada contra. =D).

A história do game é bem complicada, já dá para ter uma ideia vendo essas evoluções. Eu queria contar para vocês a história, mas ela é bem comprida então vou resumí-la.

A história é basicamente assim: o mundo entrou em guerra, foi dividido e cada parte foi criando um personagem mais aperfeiçoado (por isso existe tantas evoluções), e na história fala que quando criaram o Dark Lord foi para vencer a guerra porque ele era muito forte (No game ele não é assim, ele tem skills bem legais, mas o Blade Knight no server que eu jogava ainda ganhava muito fácil dele: X), mas agora com a nova Season foi criado a Summoner para essa briga ficar meio que pau a pau. E essa é a história mais o menos, não é algo tão clichê, mas ainda sim não é uma história tão boa, mas é aceitável. Comparado com outros games que sempre fala que tudo estava tranquilo e do nada algo do mal aparece, a história do MU é bem de boa.

Quanto à forma de jogo ela é bem legal, é um game totalmente em 3D (ok, os gráficos não são de ultima geração, mas também não é assim tão ruim). Com vários combos, magias, e Skills, isso torna o jogo bem legalzinho em PVP, mas não sei o porquê de alguns jogadores optarem por PVE (eu adorava matar nubs na ponte de Lorência. Se o Server não fosse PVP não teria graça. kkk Quem já jogou sabe do que eu estou falando : D).

Nesse game você também pode ter pets como corvos, cavalos e fenrir (o Fenrir era algo mais para todas as classes já que corvo e cavalo eram apenas para Dark Lord).

Já os itens dos jogos são bem criativos, tem servidores que vendiam até espadas do Zabuza, mas o que chama mais a atenção mesmo são aquelas armaduras super brilhantes com vários efeitos.

O contra é que para você ficar bom nesse jogo na maioria das vezes é necessário você colocar pelo menos um pouco de dinheiro, pois para fazer os itens na raça é bem difícil, e também que ele não possui muitas Quests, as que existem são apenas para evoluir o personagem.

O continente do Mu é dividido em várias partes, dependendo de qual personagem você é, você começa em um local, mas isso não é problema, nesse game existe teletransporte, então locomoção é algo bem fácil.

Eu conheci esse game no Server original o MU Global, mas para as pessoas que se interessaram eu não aconselho começarem lá, é bem difícil de upar, mas se você gosta mais de upar do que PVP não haverá problema algum.

E aqui acaba nosso post, encontro você novamente daqui a 15 dias (Se nenhum fã de Runescape tentar me matar por eu deixar o Tanaka falar aquilo do game).

Observações:

Espero que nenhum morenão potente e nenhum fã de runescape fiquem bravos com nosso post, nós não temos nada contra vocês, ops quer dizer, eu não tenho nada contra, mas já o Tanaka, esse sim tem algo contra o pessoal do Runescape (e dizem as más línguas, que ele tem algo contra pessoas que usam PC da Xuxa também).

PS: Galera que acompanha o Portal MMO, todos os Banners são feitos por um amigão meu, o Bruno (ou como o pessoal o chama, Hadoken) então se vocês acharam legal não se esqueçam que os créditos são para ele.

Comente

Sobre Zoid

Zoid

9 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*