Primeiras Impressões: Tonari no Kaibutsu-kun! A opinião dos dois sexos.

Olá pessoal! Eu voltei antes do que eu pensava… Mas é assim mesmo: quando menos esperamos, coisas legais acontecem!

Quando eu escrevi a outra postagem, os animes da temporada nova não tinham começado ainda, e eu estava completamente focada em só um dos animes novos: Bakuman! Mas, assim como disse antes, coisas legais acontecem. E Tonari no Kaibutsu-kun aconteceu!

Hoje eu não vim aqui sozinha, porque assim como Tonari impressionou a mim, impressionou várias outras pessoas também… E o meu acompanhante essa noite é o Joe! =D Nós resolvemos escrever sobre esse anime porque só falar dele nos chats e chamadas no skype não é mais suficiente! Então, resolvemos fazer os dois, para ter a opinião feminina e também a masculina, já que é incomum encontrar homens que gostem de shoujos, e também porque Tonari é um shoujo incomum. Let’s go!

Tonari

Opinião 1: A visão masculina de Tonari!

Olá pessoas bonitas, aqui é o Joe novamente, e dessa vez falarei das minhas primeiras impressões de um dos animes que mais me chamou a atenção nessa nova temporada: Tonari no Kaibutsu-kun.

O início do anime transmite uma ideia um tanto séria de shoujo mais voltado para o drama, quando a protagonista, Mizutani, fala brevemente sobre os personagens da série. Apenas o fato do último ser… Bem, uma galinha, faz com que a gente desconfie do que realmente o anime vai nos trazer.

Tonari

Depois desse começo um pouco enganador, percebemos realmente o que é Tonari no Kaibutsu-kun e porque ele tem potencial para agradar tanto o público feminino quanto o masculino. Isso porque, além da comédia hilária, temos o personagem mais másculo quando o assunto é amor: Haru, ou como eu gosto de dizer: O Kazehaya com bolas.

Primeiramente, este não é um protagonista normal para um shoujo. Haru consegue, de início, ser antissocial, problemático, violento e impulsivo sem ser charmoso. Isso porque, na minha curta experiência nesse gênero, você pode fazer qualquer coisa, desde estelionato até assassinatos em série, desde que seja charmoso.

Tonari

“Faça qualquer barulho e eu te estupro!”

No entanto, Yoshida Haru ultrapassa o bom senso em todos os níveis. Estamos falando de um personagem que pula da janela quando encontra a garota, salta de um arbusto e a joga no chão, ameaça-a de estupro e acerta um belo soco em seu nariz. E adivinha só? Se apaixona pela menina e consegue não ser odiado por ela.

Mas não, querido leitor fã de shoujo, isso não vai funcionar contigo. Por quê? Porque você não é Yoshida Haru, não tem um galo chamado Nagoya e o mais importante: você não é bonito.

Essas foram as minhas primeiras impressões do anime (focadas no personagem Haru) e, para ser honesto, gostei tanto que estou lendo o mangá por não aguentar mais esperar. Agora, vamos ver o que a Renata tem a dizer sobre essa surpresa da nova temporada.

Tonari

Opinião 2: A visão feminina de Tonari!

O anime que surpreendeu!

Numa temporada recheada com tantos animes ótimos, super esperada… Tonari deixou todo mundo desarmado.

A galera estava focada em certos animes com títulos mais conhecidos, ou com enredos mais promissores, e quase ninguém percebeu Tonari ali no cantinho, com o tema escolar batido, o romance que normalmente mantém os homens longe, e a imagem de propaganda nada convincente. Agora quantas pessoas que nem sequer viram a propaganda do anime, resolveram acompanhar o mangá?

Primeiro episódio realmente foi chamativo! Tonari, para um shoujo, está muito acima da média, devo dizer, já que 99% dos shoujos exibem aquela enrolação padrão. Tá certo que esses shoujos clichês, em certo ponto, deixam o espectador (na maior parte das vezes, as espectadoras) no auge da emoção e com um gostinho de quero mais… Mas Tonari, logo no primeiro episódio, te deixa dessa maneira!

E é uma coisa completamente inesperada, graças ao Haru (como o Joe disse antes, o Kazehaya macho! Haha), porque a Shizuku não é bem esse tipo de pessoa, né.

Inclusive, eu me identifiquei muito com ela… Primeiro porque ela não é nem um pouco clichê, parece muito mais real que algumas meninas que eu conheço. Segundo porque ela não se importa muito com as outras pessoas… E eu já fui assim durante uma parte da minha adolescência. Depois eu percebi que era muito mais legal me aproximar das pessoas e me importar com elas do mesmo jeito que elas se importam comigo. Acho que é isso que a Shizuku vai aprender durante o anime.

Tonari

Ah! Tem alguma coisa no anime que você já tinha visto em algum outro lugar? Tipo, achou super parecido com algum outro anime, etc… Eu ouvi dizerem que a Shizuku parece a Maka, de Soul Eater.

Tipo: “Soul Eater estava em baixa, pouca gente comprando os DVDs… Segunda temporada do anime está impossível… A Maka resolveu arrumar outro emprego. Foi pra Tonari no Kaibutsu-kun interpretar a Shizuku.”

Outra situação: “Você viu cara? O Okumura tá em Tonari! Largou aquele anime ‘beco-sem-saída’ que Ao no Exorcist virou e foi pra um anime melhor!”

Uma situação melhor ainda: “Só eu que achei a abertura desse anime igual a abertura de ToraDora?” Sim, foi só você Kuroki.

Além dessas tiveram as inevitáveis comparações com Kimi ni Todoke.

 

Comentários:

1. Pessoinhas queridas, vamos comentar que isso deixa os escritores felizes e alimenta nossos egos! – Renata

2. O editorial também faz parte do AFS, e muito! Otaku também lê. – Joe

3. Crianças, não imitem o Haru em casa! – Joe

4. Obrigada a todas as pessoas que comentaram e que leram o meu texto anterior. Eu amo vocês! *–* – Renata

Quem aí vai acompanhar ou já está acompanhando Tonari? Muita gente no AFS está muito empolgado com o anime!

Comente

Sobre Renata Alexandra

Renata Alexandra
Eu sou uma garota viciada em revisão de português, então por isso eu fiz o teste para o cargo aqui no AFS, e depois para vários outros sites... Atualmente sou podcaster, fazedora oficial de postagens de cast, faço pautas e captura de áudio nas horas vagas e a parte mais importante da trilogia (de quatro pessoas) da Brigada RMR.

55 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Haha. Ótimas definições usadas! E, coincidentemente, também me fizeram lembrar dos animes citados!
    Anime está com um bom nível de humor, e deixa uma certa aflição… Enquanto um apaixona, o outro desapaixona…

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*