mecha

Resultado: Concurso Cultural “Eu Quero um Mecha”!

Olá pessoal! Estamos aqui hoje para divulgar o tão esperado resultado daquele concurso cultural que fizemos, vocês se lembram? Aquele do Gundam? Em parceria com a PUNCH e a PLG Colecionáveis? Então. Esse mesmo.

Antes de dizer qual é o vencedor, leiam todos os comentários que escolhemos como os melhores! Ganbatte!

Rafael Dias (13/09/2013).
– Eu venderia meu gundam para ver se consigo pelo menos a metade do dinheiro para comprar um kinder ovo.

Troféu Joinha pra você, amigo!

Gabriel de Souza (07/09/2013).
– Se eu tivesse um Gundam, a primeira coisa que eu faria seria tirar uma foto para colocar no Instagram:

#Partiu #Voar #DeGundam #Robo #MegaZord #Dominar #Mundo.

AVISO: Após ler este comentário,
Raitinho, Jeferson, Steve Bruno,
Sky e Renatinha, estão tentando se
recuperar daquele ataque
de riso maneiro.

André Castro (05/09/2013)
– Se eu ganhar esse Gundam, beijo minha empregada banguela.

Sorte que você não ganhou, einh!

Camila Ludwig (27/08/2013).
– Se eu tivesse: Utilizaria meu Gundam para aniquilar as “amiguinhas” do meu namorado. :3

É uma causa nobre, devo dizer.

Marcos Eduardo (27/08/2013).
– Se eu tivesse um gundam, eu iria usar ele para ganhar essa promoção.

Fica para a próxima!

DuskCrow (31/08/2013).
– Para ganhar esse Gundam eu abriria uma fenda no tempo e espaço, criando portais interdimensionais, viajando entre dimensões, dominando planetas, domesticando alpacas carnívoras, voando em um unicórnio com espadas de plástico e um tapa-olho; assim, matando aliens e criaturas de outras dimensões, e, depois de tudo isso, dominando o universo inteiro com minhas alpacas carnívoras. Mas eu descubro que elas só comem Friboi e sou derrotado por uma tartaruga bêbada humanoide que fala tailandês.

Pena que você foi derrotado no final, cara…
Só porque a carne não era Friboi. Tsc, tsc, vacilo.

Eduardo Pollo (06/09/2013).
– Se eu tivesse um Gundam, montaria minha tropa Super Sentai intitulada: “One Zord”, para combater os anti-espirais e defender a paz entre os autobots e os medabots que vivem em guerra para saber quem vai destruir o E.V.A 01 em seu glorioso império, que planeja, juntamente com o Governador Cyberdyne Systems Model 101, – 800 series Terminator (exterminador do futuro), e seu guarda-costa Robocop, dominar o universo! E, o mais importante, sair pegando a mulherada no Gundam.

*-* -> Isso é a cara que o Sky fez no
momento que leu seu comentário.

Marco Ramos (05/09/2013).
– Se eu tivesse um GUNDAM eu iria ficar mais doce que caramelo, ia tirar onda com meu FREEDOM amarelo!
A zueira seria sem limites! Eu voaria perto de colegiais pra levantar as saias delas só pelo lulz, só de zua, hue hue hue br! XD…
A zueira nunca acaba, a zueira não tem limites, mas eu também faria boas ações!
Ajudaria velhinhas a atravessar a rua (ou a galáxia, quem sabe) e carregaria suas compras.
Por fim, iria escrever em baixo relevo na lua para que todos na terra vejam: GUNDAM 0079 – A série clássica é melhor série.

Gundam, deal with it! Beijos, Amuro Ray, Fraw Bow, Bright Noa, Sayla Mass e Char Aznable!

Ministério da Saúde adverte: zueira demais 
te faz perder a credibilidade e perder o
concurso cultural do AFS. =D

Murilo Gnadt (27/08/2013).
– Um GUNDAM, pra mim? Bom de mais da conta! Seria um homem de vida realizada, e com uma vida melhor, pois poderia me gabar com os amigos, porque tenho um Gundam!
Preparado para guerras, guerras no espaço também, e em posição de capitão intergalático, seria demais, ótimo! Ficaria agradecido do fundo do meu coração, sem palavras, eu amo a ANFREAK, sempre nos informando, a PLG sempre nos dando ótimos preços com produtos de qualidade, e a PUNCH! Baixo todos os animes por lá, em Full HD. Inclusive descobri esse concurso por lá, valeu por se esforçarem por nós que nunca retribuimos o trabalho de vocês, vocês são demais, valeu!

Já pensou se o Sky ganhasse um Gundam
toda vez que anunciasse os patrocinadores
na leitura de e-mails dos casts?
Não teria mais espaço na casa dele!

Amanda Antunes (14/09/2013).
– Se eu tivesse um Gundam na vida real, eu tentaria mostrar às pessoas que o melhor caminho para resolver as diferenças não é através da guerra, e sim com tolerância. (Mesmo eu sendo SUPER fã de guerras SOS). Eu me inspiraria no Kira para que as pessoas vissem que sacrifícios nem sempre são necessários, e que a dor da perda é igual para todos. Também gostaria que as pessoas entendessem que elas não precisam salvar o mundo para serem heróis. Todo dia é uma luta e se você não desiste já pode ter esse mérito. É claro que muitos consideram isso totalmente impossível no mundo de hoje, mas se tem algo que Gundam me ensinou é que “nada é impossível”. Portanto, se eu tivesse um Gundam eu mostraria às pessoas que elas podem fazer a diferença.
Basta querer! 😉
E pra finalizar, eu uso essa frase do Kira: “Se eu tenho o poder de fazer a diferença, eu deveria colocá-lo em bom uso.”

Então, Amanda, tem uns vários meninos da
staff aqui querendo te pedir em namoro…

David (27/08/2013)
– Se eu tivesse esse Mobile Suit de verdade, usaria para ir para a escola, destruiria aqueles malditos funkeiros que me obrigam a escutar o maldito barulho que eles ousam chamar de música. No final iria no Japão obrigar os Mangakás e Produtores a
fazer mais temporadas de animes que deveriam ter mais uma temporada ou mais, né. xD, Ah, e reviver o Itachi e o Jiraya porque eles não mereciam morrer! É isso que eu faria com um Gundam de verdade.

sky (27/08/2013) | Em resposta a David.
Cara, é um Gundam, não as esferas do dragão. kkkkkkkkkk

Combo!
Cara, no que você estava pensando
quando escreveu esse comentário?

Willian (30/08/2013).

– É o seguinte, eu e minha namorada estávamos de boa, até o dia que eu vi ela conversando com um cara, deixei de boa porque vocês sabem né, mina é tudo frescurenta, ai ela me chamou para ir em um churrasco na casa dela, chego lá me deparo com o mesmo individuo, e o pior, ele estava ao lado dela, fui conversar com meu sogro pra descontrair, quando vejo ela estava mexendo no
cabelo dele e falndo, “assim ficou bonitinho, você é muito lindinho”, até que chamei ela no canto e mandei a real, “o que você tem com esse cara?”, aí ela falou, “como assim?”, eu respondi, “fica mexendo no cabelo dele e falando que ele é bonitinho e não sei o que, porque faz isso” ai ela já lembrou de uma coisa que tinha acontecido e ficado claro há muito tempo, “eu não reclamava
de quando você ia dormir na casa da sua “amiga” Bruna, porque agora você fica bravo só porque eu baguncei o cabelo dele?”, nesse mesmo momento peguei meu carro e vazei em bora, quando chego em casa e abro meu orkut tem um depoimento enorme lá, “nossa, você não pode fazer isso, não tem educação? te chamei pra passar o fim de semana com minha família e você faz isso? típico de uma criança” nesse mesmo momento eu liguei pra ela e estavamos conversando, ai chega em um certo momento eu ouço uma voz, “vem logo amor”, e a voz adivinha de quem era? do marginal, nesse momento eu peguei meu carro muito irritado, e cheguei na casa dela os
dois estavam lá conversando, com isso eu pego os dois conversando em uma mesa, eu naquele ódio ja tava disposto a matar ele ali msm. Ele veio, dando a volta na mesa igual um touro pra me pegar, eu firme encarando ele, enquanto ele vinha eu via a janela da sala de jantar grande de
fundo. Vi o que parecia ser uma aeronave não-tripulada pequena passando rápido, logo atrás uma espécie de exoesqueleto metálico armado com uma metralhadora, de repente, um estrondo ensurdecedor seguido de um clarão, era o início da era das máquinas, era a primeira vez que estava vendo um Gundam de verdade.

Will, sabemos que toda vez que você tem uma
oportunidade, mostra esse texto. É legal, cara,
é engraçado, mas, não dá para ganhar 
o concurso com a era das máquinas.

Filipe Guedes (07/09/2013).
– Já faz um tempo que eu localizei um sinal estranho vindo da direção de Marte.
Passados alguns meses estudando o sinal eu vi que era na verdade um sinal de comunicação eletromagnético, ou seja, um rádio.
Analisando a frequência, eu achei um padrão de fala um pouco estranho… Transcrevi o que eu entendi à mão, e procurei no google cada uma das palavras que eu tinha escutado.
Passadas algumas tentativas, eu finalmente descobri que o idioma falado era alemão.
Consegui um software para traduzir oque era dito no rádio para o português. E então descobri que aquela frequência de comunicação era de uma base militar secreta alemã em Marte.
Nao sei detalhes de quem eles servem ou de que partido são, mas o pouco de informação que consegui na transmissão, é que, eles pretendem um ataque em massa na Terra.
Estão em Marte apenas para se fortatelecer ibelicamente em segredo.
Nao sei qual o alvo principal, ou se pretendem deixar alguma nação livre de seu ataque. Não sei quando ou como eles irão atacar.
Tentei enviar toda essa informação para nosso exército e quase fui preso por desacato. Alegaram que eu estava brincando com eles!
O exército americano sequer viu o que eu enviei à eles, me ignoraram.
Como ninguém acredita em mim, tenho que resolver isso sozinho de algum jeito, antes que seja tarde.
Por isso que o Gundam seria útil para mim. Não estou pedindo para acreditarem na minha história, pois sei que a essa altura isso seria impossivel. Apenas peço que me deêm a ajuda que eu preciso. Seguirei qualquer acordo que solicitarem.
Aguardo retorno.
Atenciosamente, Filipe Guedes.

Foi quase! Mas não qualquer quase. Foi quase mesmo!

Maciel (24/08/2013).
– PARA GANHAR ESSE GUNDAM EU PASSARIA POR TODO O TREINAMENTO DE TODOS OS CAVALEIROS DE ATHENA PELADO!!!!! E DEPOIS, QUANDO FOSSE A HORA DE TODOS VOLTAREM, EU VOLTARIA COM TODAS AS ARMADURAS, MOSTRARIA A SAORI, MANDAVA ELA A MERDA, PEGAVA TUDO DE VOLTA, IA PRO SANTUÁRIO, E DAVA UMA TUNDA EM TODOS OS CAVALEIROS DE LÁ (ATÉ AQUI AINDA PELADO). DEPOIS SUBIRIA AS 12 CASAS ALTERNANDO AS ARMADURAS QUANDO QUEBRASSEM, ROUBANDO AS DE OURO.
DEPOIS DE DESTRUIR TUDO PEGARIA TODAS AS ARMADURAS, DIRIA QUE SOU A PRÓXIMA
REENCARNAÇÃO DE UM DEUS E ABRIRIA O MEU PRÓPRIO SANTUÁRIO AQUI NO BRASIL. DISTRIBUIRIA AS DE OURO ENTRE OS MEMBROS DO AFS, E O RESTO IA TESTANDO AS PESSOAS PARA VER QUEM MERECIA O RESTO; e na minha sala no santuário iria botar o Gundam e as outras figures que tenho e vou comprar. FIM!

Me explica por que você escreveu o
comentário gritando? E no final abaixou a voz…
Mas valeu a sinceridade, todos gostaram da
parte que você mandaria a Saori à merda. =D

O Vencedor

E por fim, ruflem os tambores para o vencedor!

Pessoal, sério, vocês vão gostar muito da história dele, mas vai dar trabalho de ler, é a maior de todas! Vale a pena, por isso leiam!

Ley Lee Magalhães Kakaroto (02/09/2013)
– No começo, quando comecei assistir as séries de Gundam na Cartoon Network eu pirava, porque eu nunca tinha assistido algo igual na minha infância. Então que coloquei em modo otaku e continuei assistindo todas as séries “completas” de Gundam que havia pela internet. No momento só falta-me terminar de assistir por completa a série Gundam Unicorn (apenas um epísodio deste anime é feito por ano com duração de uma hora cada e até agora estou no 6º episódio ancioso pelos episódios seguintes).
Minha mente é tão aficcionada por este anime que cheguei até brincar de cosplay do Gundam Age na sala da minha casa, quando de repente, minha mãe chega e me vê vestido de caixas de papelão por todo o meu corpo e perguntou-me:
Mãe: ‘Má’ que ‘poha’ é essa moleque? Tá ficando doido? ‘Péralá’ que eu vou já deixar essas compras em cima da mesa e te ‘arrupiar’ com a fivela da ponta do meu cinto nesse teus cascos de papelão…
Eu: Mas mãe eu tô brincando de Gundam.
Mãe: Que “Fudam” (Gundam) o quê mininu? “Fudam” tu vai está depois que eu te lambar todinho com o meu cinto no teu couro. Tu vai ver esse papelão do teu corpo se espedaçar todinho se tu correr de mim… ‘péralá’. – Minha cumaaaaade, senta ae no sofá e fuma um cigarro, e fica de olho nesse meu filho pra ele não fugir enquanto eu amolo meu cinto, tááá?
Cumade: Tá cumade, ele tá aqui me pedindo pra eu ajudá-lo a te convencer a não apanhá cumaaaade muahahahaha!)
Eu: É Gundam mãe, é um mecha de um anime que eu tô fantasiaaaaando mãe (‘TT_T).
Mãe: Óh cumade, desse tamanho já pensando ‘mechê’ (Mecha) com fantasia sexual… Aaaaah muleque, minha mão tá coçando mais ainda pra achar meu cinto, cadê? Tu escondeu foi? ‘Péraíííííííí’!
Cumade: Aaaaaaaakkkkkk… esse teu filho é uma graça cumade. XD
Eu: Não mãe, não ache o seu cinto. (‘TT_T)
Mãe: Chego em casa com a minha cumade e as compras pra fazer comida e dou de contra com meu filho vestido com papelão e se dizendo que tava fantasiando saliência com a tal de “Alime” (anime)… quem essa tal de “Alime” que tá com fogo no ‘shibiu’ dela pro teu lado? Ô cumade? Vem aqui comigo me ajudar a procurar esse “Santo Cinto dos Couros Quente“?
Cumade: Já tô indo cumade muaaaahahahahahaha XD.
Mãe: Mas não é que eu digo cumade? Além desse meu filho tá fantasiando saliência com essa tal de “Alime”, ele ainda me vem dá uma de catador de papelão sem necessidade… aaaah muleque, e não chora aí pela sala porque eu vou te dar mais gosto pra tu chorar se tu não sumir com essa papelãozada de ti. E outra… a chave the porta the sala esta comigo muaaaahahahaha.
Eu: Pra quê todo esse ódio no coração mãe? (‘TT_T)
Mãe: Ódio nada, sou vou te ajudar a fantasiar saliência com a tal the “Alime” com o teu corpitchu cheio das marcas em alto relevo que o meu cinto vai deixar beijado no teu couro… ‘péralá’ – cadê o meu cinto sagrado cumade?
Cumade: Sei lá cumade, mas achei um fininho aqui, serve?
Mãe: Não cumade, estou procurando aquele cinto de pescoço de cachorro de porte grande que tem dois dedos de grossura do tamanho do meu braço que comprei num pet shop. Por que pra destruir aquela armadura de papelão, vai ser uma árdua batalha.
Cumade: Ah tah! É muito ódio no coração cumade… perdoa o mininu que tá remelando de choro lá na sala.
Mãe: Ah cumade! Já até cansei de procurar meu “Santo Cinto dos Couros Quente“… me ajudar a fazer o almoço então.

Mãe: Ô meu filho? hum? cadê ele? ô cumade, ele sumiu…
Eu: tô aqui atrás the TV, já tô saindo, mas só não vá me colocar no tronco pelo amor de Jêsuis Cristinhu mãe.
Mãe: Só dessa vez mininu. Agora pega esse monte de papelão molhado e cagado que tu dobrou e deixou alí no canto e joga na lixeira the rua. Aproveita e liga pra essa tal “Alime” passar aqui em casa comigo que eu quero conversar baixinho com ela pra saber melhor dessa saliência toda.
Eu: Mas…
Mãe: “Mas…” nada. Vai logo.
Eu: Ok mãe, desisto. Irei trazê-la aqui pra mostrar pra senhora do que eu estou tentando te falar. Snif! (‘T_T)

Pois é pessoal, estou na contagem regressiva pra levar esse pequeno modelo Mecha pra mostrar pra minha mãe que não era saliência que eu estava fantasiando e sim me referindo e agindo como um otaku fissurado em Gundam’s (até eu explicar que focinho de porco não é tomada, tentando explicar o que é ‘otaku fissurado’, ela já terá achado o “Santo Cinto dos Couros Quente” dela pra vir ni mim pensando que eu estaria me drogando, kkkkkkk).

Ass: Ley Lee “KAKAROTO” da S. Magalhães.
(História criativa, engraçada e ficcionada de como seria a minha vida se algum dia eu fosse realmente pego fantasiando meu anime favorito… Isso porque ela nem sonha que eu já fiz um cosplay do 3º hokage na sala da minha casa, daí ela pensaria que eu estaria virando algum travesti vestido com um vestido vermelho longo de jaléco branco com um chapéu de gueixa na cabeça? kkkkkk)

Isso é tudo pessoal.

Não, não vamos ter um cast especial só para anunciar o vencedor. Está avisado aqui e no facebook do dito cujo. Até que seria muito, muito legal brincar com os comentários de vocês, fazendo um pequeno teatro, mas a vida não tá fácil pra ninguém. Aliás, só para o Ley Lee Magalhães Kakaroto que curtiu a página da PUNCH, da PLG Colecionáveis, do AFS, escreveu a história mirabolante dele, ganhou o mecha e está feliz da vida!

Áh, sempre bom lembrar! No banner da promoção está dito que ela acabaria no dia 30 de agosto, mas como não tinham muitos comentários, resolvemos prolongar ela, então os comentários postados depois do dia 30 eram válidos também.

Esse não foi o último concurso cultural que fizemos, pessoal, então fiquem atentos para o próximo e participem. O próximo prêmio pode ser 10 mil vezes melhor que esse, ou não. xD

Comente

Sobre Renata Alexandra

Eu sou uma garota viciada em revisão de português, então por isso eu fiz o teste para o cargo aqui no AFS, e depois para vários outros sites... Atualmente sou podcaster, fazedora oficial de postagens de cast, faço pautas e captura de áudio nas horas vagas e a parte mais importante da trilogia (de quatro pessoas) da Brigada RMR.

6 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Opa! Foi na traaaavee!
    Mas foi merecido o prêmio pro vencedor!

    Certo, certo, fiquemos de olho para as próximas…

    Eu particularmente só conhecia a PUNCH, mas com essa promoção fico muito grato em agora, estar acompanhado o conteúdo e publicações da AFS e PLG!

    P.S: Capaz desse Ley Lee Magalhaes mostrar o prêmio que ganhou pra mãe dele e tomar outra sova de cinta de couro por aparecer em casa com um boneco do capiroto cibernetico!! Huehuehuheuheuheue!! XD

    P.S 2: Lee, se tua mãe te fizer jogar o figure fora, me avisa que eu vou passar aí na sua casa pra "catar" o lixo!!! HUWHUAHWUHAWUa!!! LOL!

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*