Review: Akira

E vamos ao meu primeiro review nem um pouco despretensioso vou tentar resumir o que é AKIRA espero que gostem…

Akira (アキラ, Akira) é um dos mais populares mangás japoneses de todos os tempos. Criado por Katsuhiro Otomo, é considerado um clássico do estilo cyberpunk (Já já explico o que é). Acabou dando origem a um longa-metragem de animação com o mesmo nome, lançada em 1988, que também tem roteiro e arte de Katsuhiro Otomo.

Informações Técnicas sobre o mangá:

Ele é dividido em 6 volumes, sendo que cada volume tem cerca de 400 páginas somente dois volumes tem 300, isso mesmo 400 (ao todo mais de 2000 páginas, sabe-se lá que formato é esse), o mangá atualmente pode ser encontrado no scanlator chrono porem foi usado scans americanas na tradução ou seja deve ser lido da esquerda para a direita.
Criado por Katsuhiro Otomo Akira foi feito entre 1982 e 1990 entre os trabalhos do autor podemos citar:

os filmes:

  • 2001 : Metropolis (メトロポリス)
  • 2004 : Steamboy (スチームボーイ)
  • 2006 : Mushishi

E os mangás:

  • 1983 : Domu
  • 1990 : Memories

História

Akira, gira em torno da ideia básica de indivíduos com poderes sobre-humanos, em particular as capacidades psicocinéticas, mas grande parte da história não se concentra apenas nestas capacidades, mas sobretudo nas pessoas envolvidas, problemas sociais e políticos. O comentário social não é particularmente profundo ou filosófico, mas sobretudo um olhar crítico sobre a alienação da juventude, a ineficiência e corrupção do governo, e um sistema militarizado, desagradado com os compromissos da sociedade moderna.
Isso tudo pois o cenário de Akira se passa com jovens delinquentes, marginalizados onde a informação e a tecnologia são usadas para a modificação invasiva do corpo humano, em uma sociedade emerça em drogas e corrupção, organizações que se opõe ao exercito e muitas perguntas que ao longo da trama começam a ser respondidas.
Então se você gosta de uma trama complexa, baseada num contexto obscuro da sociedade moderna, aconselho e muito que leiam e assistam Akira, uma obra prima de Katsuhiro Otomo.

Cyberpunk: de Ciber(nética) + punk, é um sub-gênero de ficção científica que utiliza elementos de romances policiais, film noir e prosa pós-moderna. Conhecido por seu enfoque de “Alta tecnologia e baixo nível de vida” (“High tech, Low life”). Mescla ciência avançada, como as tecnologias de informação e a cibernética junto com algum grau de desintegração ou mudança radical na ordem social.

A história se passa perto de 2030 (no filme é 2019) na cidade de NeoTokyo, porem em um mundo com um contexto totalmente diferente do nosso. Em 6 de dezembro de 1992 um novo tipo de bomba explode no centro do Japão, nove horas depois, essas explosões começam a ocorrer no resto do mundo e em 2003 começa a 3ª guerra mundial, ou seja em 2030 o mundo está reconstruído e a 3ª guerra mundial já terminou.
Os personagens principais da história são Kaneda e seu amigo Tetsuo, os dois fazem parte de uma gangue de motoqueiros na qual Kaneda é o líder, todos os membros tem cerca de 15 anos e são típicos delinquentes. Depois de uma noite relativamente normal quando eles vão ao epicentro da explosão de 92 no Japão, eles se deparam com uma criança com aparência muito velha, e Tetsuo sofre um acidente tentando desviar dela, logo após, a criança desaparece e o exercito leva Tetsuo para um hospital. Nessa ida ao hospital o exercito descobre um grande poder latente em Tetsuo e que ele tem grandes chances de “despertar”, graças a isso o exercito cria um grande interesse nele. Enquanto isso Kaneda se envolve com uma organização anti-governamental enquanto procura pelo Tetsuo e graças a isso também acaba se envolvendo. Assim que Tetsuo “desperta” começam grandes dores de cabeça e imagens aleatórias vindo em sua mente, entre essas imagens, a de um menino o deixa curioso ele descobre que o nome do menino é Akira e resolve ir até onde ele é mantido preso. (Tentei mesclar os conhecimentos do manga e do filme então algo que difira de um com certeza está presente no outro).

Está aberta a área de SPOILER somente aconselhável para quem viu o filme e leu o mangá.

Eu achei melhor ao invés de simplesmente contar tudo, fazer uma comparação entre o anime e o mangá assim eu não conto a história toda, e vocês tem uma idéia geral sobre as diferenças entre as duas obras.
No manga, Akira é um personagem que surge apenas no segundo volume, já no filme, Akira foi dissecado para pesquisa e os seus restos mortais permanecem armazenados em crioconservação por baixo do Estádio Olímpico de Neo-Tóquio. Isso tem uma diferença drástica na história. No manga, Akira e Tetsuo aliam-se e depois Akira destrói Neo-Tóquio. O mangá tem muitas diferenças em relação ao filme, mas o resultado é o mesmo em ambos.
Explicando mais detalhadamente, no mangá o Tetsuo desperta seus poderes quase que idêntico ao filme e tem as três crianças com poderes psíquicos, as diferenças começam a aparecer depois disso, Tetsuo fica muito interessado em Akira e vai libertá-lo, Akira está preso no subterrâneo dentro de uma câmara congelado (no anime só os restos de Akira estão la), Tetsuo consegui libertá-lo e o exercito resolve utilizar um satélite para atirar nos dois, Akira apesar de desperto está meio estranho ele não mostra nenhuma reação ele está em uma espécie de coma, Tetsuo acaba perdendo o braço. Após isso Tetsuo praticamente some no manga, enquanto isso Akira é cobiçado tanto pelo exercito, que quer recuperá-lo como outros grupos, no meio a confusão o numero 26 é morto na frente dele que o faz finalmente despertar, nesse momento Tetsuo aparece e captura Akira, apesar de desperto ele continua quieto e sem expressões é dito que seu poder é tão grande que ao despertar ele acabou destruindo suas emoções, a partir daqui é mostrado um mundo diferente que no anime não existe já que Akira está morto.

Com o país num caos (com o despertar de Akira quase tudo foi destruído as pessoas vivem basicamente em escombros) sem policia, política ou nada do gênero, a cidade é controlada por gangues, a de Tetsuo é uma das duas grandes gangues e em meio as confusões Tetsuo para de usar drogas (para poder ficar mais forte) e seu poder começa a crescer (as drogas limitam seus poderes) e ele começa a perder o controle, a partir disso o filme se aproxima de novo do manga pois no fim do filme Tetsuo perde o controle e os “números” se juntam com Akira para tentar pará-lo, na verdade é explicado que Tetsuo está virando um novo Akira pois não tem mais controle dos seus poderes e eles crescem incessantemente. O final do manga é muito melhor que no filme já que é bem mais detalhado.

Lendo meu próprio review eu percebi que nem falei do Kaneda mas é que ele é importantíssimo nos detalhes e não em uma visão geral, Kaneda é primeiro o melhor amigo de Tetsuo e ao mesmo tempo seu maior rival, os dois tem uma relação diferente onde Tetsuo ao mesmo tempo se apóia e inveja Kaneda, enquanto Kaneda é uma pessoa despreocupada e levada basicamente por seus instintos, um exemplo é quando Tetsuo perde o controle de seus poderes todos fogem de medo (claro) enquanto Kaneda simplesmente ainda quer “meter a porrada” nele, os dois basicamente se amam e se odeiam.

Extras e Curiosidades

Akira significa “o inteligente”, o filme foi lançado em 1988 só que aqui no Brasil só chegou em 1992 (papai me levou no cinema pra ver com 4 anos de idade), o mangá foi lançado em 1982, mas só chegou aqui no Brasil em 1990, diferente de todos os mangás de hoje em dia, Akira foi lançado aqui no formato comics pois Akira foi totalmente reformulado no Estados Unidos colorindo as páginas e mudando a ordem de leitura e tendo 38 volumes com cerca de 60 paginas cada, hoje ja existe uma versão americana em preto e branco dividida em 6 volumes que eu citei no começo.

O filme foi lançado antes do fim do mangá, ele parou de fazer o mangá para lançar o filme, o filme teve tanto apego do Katsuhiro Otomo, deixa eu fazer um parenteses aqui, eu tenho a edição especial de 20 anos do Akira nos extras você vê que cada prédio foi feito a mão, cada janela, enquanto os filmes normais tem cerca de 60 frames por segundos, Akira usou 120 frames por segundo ou seja ele é mais detalista que qualquer filme normal, mais quadros por segundo que demandou muito mais trabalho, o filme de Akira é uma obra de arte e Katsuhiro Otomo se empenhou ao máximo nele.

O filme não deixa nada a desejar foi uma adaptação bem diferente do original, mas passa os mesmos sentimentos, com certeza é visível que Katsuhiro Otomo foi brilhante na adaptação e por isso é sem duvidas o melhor filme de ficção já feito com essa temática. Mas com certeza a historia do manga é mais bem trabalhada e por isso te envolve bem mais já que mostra muitos outros fatos como por exemplo o envolvimento de outros países nos incidentes.

Enfim Akira é um clássico e como todo bom clássico é atemporal ele nunca será uma obra ultrapassada, para quem gostou de Blade Runner, Akira é a versão japonesa e bem mais crítica do famoso filme de androides. Se você perguntou agora “poxa mas Akira tem androids?”, não, mas Blade Runner é o maior exemplo de cyberpunk que temos então não existe melhor comparação que ele para Akira.

Assistam AKIRA é DEUS

Aconselho lerem sobre Akira:

Podcast Sobre Akira
Blog Marcel Ibaldo
Matéria Sobre Akira
Site Oficial Sobre o Filme ja em Blu-ray
Wikipedia

E pra quem tem esperança de uma versão com atores de Akira essa é a informação mais nova sobre isso: Live Action Akira Depois de todos pensarem ter sido cancelado, Leonardo DiCaprio? lol….

Comente

Sobre ZiTeLLi

3 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Netto Fernandes Aumentar a quantidade de frames desenhados não fará diferença nenhuma se a exibição ainda for 24, cara. Acho que você está se confundindo um pouco.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*