Ultimas Noticias

Review: Pluto

Então vamos começar hoje a super mega ultra duper uper luper megafoda enchente de Naoki Urasawa trarei aqui as obras mais famosas desse mangaka, começando por Pluto, pra quem não conhece Naoki Urasawa falarei detalhadamente dele no último review que será sobre a sua obra mais recente que ainda se encontra em lançamento.

Informações Retiradas do Wikipedia

Pluto (プルートウ Purūtō) é um mangá, publicado na Big Comic Original, da editora Shogakukan, de 2003 a 2009. O mangá foi licenciado para a publicação em inglês pela Viz Media, sob o nome de PLUTO: Urasawa x Tezuka. Takashi Nagasaki é creditado como co-autor da série. Macoto Tezuka, filho de Osamu Tezuka, supervisionou a série.

A série é baseada na série de Osamu Tezuka, Astro Boy. Urasawa reinterpreta a história como um mistério de assassinato de suspense estrelado por Gesicht, um detetive robô trabalhando para a Europol tentando resolver o caso de uma seqüência de mortes de robôs e humanos.

Como podem ver essa mangá tem muito a ver com a história de Astro Boy que todo mundo já ouviu falar, pelo menos uma vez, por isso vou colocar algumas informações sobre o mesmo:

Astro Boy (em japonês: 鉄腕アトム, Tetsuwan Atomu, literalmente, “Poderoso Atom”) é um mangá de Osamu Tezuka produzida de abril de 1952 a março de 1968, ganhando diversas adaptações para a televisão em anime.

Por ter sido a primeira série animada exibida no Japão, tornou-se referência na área. As transmissões tiveram início a partir de 1963, com seu sucesso deram origem à indústria japonesa de animação. Em 2007 a Panini comics lançou no Brasil uma versão do mangá inspirada na nova versão em anime da história original criada por Osamu Tezuka, com um total de três volumes. Um longa-metragem em 3D, foi lançado em 2009.

Osamu Tezuka (em japonês: 手塚 治虫, Osamu Tezuka) (Toyonaka, Japão; 3 de novembro de 1928 — Tóquio; Japão, 9 de fevereiro de 1989) foi um mangaká, ou seja, um desenhista de mangás, provavelmente o que mais influenciou esse estilo. Por isso, é lembrado por muitos no Japão como o “deus” do mangá ou o “pai do mangá moderno”.

História

Como podem perceber Pluto é baseado em outra história, mais especificamente num arco do mangá chamado “O maior Plutorobô do mundo” que foi animado em 1963 e feito um remake na década de 80, a história do Grande robô Pluto que é contada nesses episódios também foi refeita na versão do Astro Boy de 2003, esse “arco” foi sem dúvidas a mais famosa e aclamada história de Astro Boy.

O anime de 2003 muitos já devem ter visto, pois chegou a ser transmitido no Brasil, tanto de 1980 como o de 2003 podem ser achados no youtube então no final coloco os links, mas com certeza a história de Pluto de Naoki Urasawa se assemelha muito mais ao anime de 1980. Urasawa foi convidado a escrever uma releitura sobre o arco do mangá “o maior robô do mundo”. Ele não pretendia publicar nem fazer um mangá sobre ela, vou colocar aqui alguns trechos de uma entrevista do Urasawa (no final vou colocar um link para um site que a tem na integra).

“Para os japoneses, Osamu Tezuka é conhecido como o Deus do Mangá. E para mim, eu não estaria fazendo esse trabalho se não fosse por ele. Tomar essa obra de grande porte e levá-la até o fim traz muita pressão”, diz Urasawa.

“Sempre havia um fã de Tezuka que me dizia o tempo todo que os fãs odiariam o que eu estava fazendo e só recentemente eu me dei conta de que esse fã de Tezuka na verdade era eu mesmo.”

“Não era sobre um robô digno que venceu robôs malvados, é sobre o vazio da guerra”, lembra Urasawa. “Quando eu li (O Maior Robô da Terra) e tinha apenas quatro anos de idade, eu senti que tinha lido uma história muito profunda, algo para adultos. Eu acho que todo mundo deveria se sentir dessa forma ao lê-la. Nunca foi realmente uma história para crianças.”

Ai você pensa, Pluto é baseado em um arco de Astro Boy vou ver o desenho e pronto… então eu digo não faça isso… primeiramente Astro Boy sempre foi uma história voltada ao público mais infantil, enquanto Pluto é seinen para um público bem mais adulto que Astro Boy e como ele diz na entrevista, Urasawa deu uma nova visão da história, uma releitura que é completamente diferente, ele fez um história muito adulta, dando muita ênfase a relação humano x máquina, principalmente no fato dos robôs poderem ou não ter sentimentos humanos, e claro uma história policial de suspense incrível ao melhor estilo Urasawa.

Pluto (Plutão, o deus romano da morte) basicamente conta a história de um detetive robô que precisa desvendar um caso no qual os robôs mais avançados do mundo e alguns cientistas começam a morrer, o detetive se chama Gesicht e é um dos 7 robôs mais avançados do mundo, a história começa com a morte do robô Montblanc que trabalhava como guarda florestal e era amado por muita gente principalmente alpinistas e crianças, as mortes tem ligação por duas particularidades, uma é o fato de não ser encontrado nenhum vestígio de humanos no local do crime e a outra é que os assassinados tem “chifres” colocados em suas cabeças.

Pluto

Todos os 7 robôs, exceto um, fizeram parte da força de manutenção de paz que interveio na 39ª Guerra Centro-Asiática, um conflito iniciado pelos Estados Unidos da Trácia – liderados pelo Presidente Alexander, o mero testa de ferro de uma outra força, sob Plutopretexto da existência de robôs de destruição em maça na Pérsia do Rei Dário XIV, e alguns cientistas (os mesmo que estão sendo assassinados na história) formavam a equipe de observadores internacionais que procurou, sem sucesso, a existência dessas armas, mas com ou sem motivo a guerra foi inevitável.

O robô que não participou dessa guerra se chama Epsilon e tem um orfanato onde cuida de crianças com traumas pós guerra. Essa guerra é o fato culminante do mangá, todos os conflitos iniciais se mostram em grande parte culpa de traumas originados dela. Os outros robôs são Norse #2que deseja esquecer a guerra e aprender música, uma curiosidade é que só Norse #2 e Montblanc parecem realmente robôs os outros cinco tem aparência totalmente humana.

Brando é um robô que tem uma família, adotou crianças e participa de torneio de lutas usando um traje gigante, Heracles é outro robô que participa de lutas usando um traje, ele tem uma disputa marcada com Brando para descobrir quem é o robô mais forte do mundo, os dois se vêem como rivais e tem grande respeito um pelo outro.

Atom é o grande choque para todo mundo, ele parece uma criança e só depois que eu li o nome verdadeiro do Astro Boy eu percebi, Tetsuwan Atomu, literalmente, “Poderoso Atom”, ou seja, ele é o Astro Boy por sinal está presente também sua irmã Pluto Uran. Só mais um robô deve ser citado que é o Brau-1589 F*DA, esse robô é tipo o Yoda da história a melhor comparação é Hannibal Lecter, ele foi o único robô que já matou um humano, ele praticamente brinca com o detetive, e sempre parece saber o que está prestes a acontecer. Ao longo da história você começa a se deparar com robôs tendo demonstrações de sentimentos humanos e várias revelações tanto do presente como do passado dos personagens, a história tem um desenrolar muito intrigante e um final fantástico com uma surpresa fenomenal.

Como Urasawa disse Pluto é uma história sobre robôs, mas não é uma história simples onde robôs brigam para saber quem é o mais forte ou algum motivo comum, é na verdade uma grande trama onde várias perguntas fundamentais são feitas, é uma história que coloca em questão se cada vez mais fazemos maquinas a nossa imagem quando ocorrerá delas serem iguais a nós, não somente por fora, Urasawa coloca em destaque também os males que uma guerra pode causar (ele parece gostar desse assunto já que seu último mangá acontece no período da segunda guerra), alem de alguns assuntos não principais na história, mas que fica claro para quem lê mais atentamente, como corrupção e a manipulação de informações, até que ponto as coisas podem ser feitas usando a desculpa de sacrificar alguns para um bem maior? Leia Pluto é genial.

SPOILERS gente sério tem muito spoiler estou contando alguns dos mistérios que estão no final do mangá, AVISO no pack de imagens terão muitas imagens spoilers então só vejam se não quiserem ver no mangá pela primeira vez.

Vou começar a desvendar os mistérios de Pluto, só pra começar vamos falar do personagem principal e já soltar milhões de spoilers. Gesicht é um robô policial casado com outra robô, a primore é muito focado no trabalho e o Plutomelhor detetive do mundo, ao passar da história começa a ser apresentados pesadelos na vida do detetive coisas que robôs nunca deveriam ter, a partir do momento que ele conhece o robô assassino de humanos Brau-1589 os leitores tem certeza que os pesadelos dele são importantes já que eles trocam seus chips de memória e o Brau-1589 se recusa a contar algo sobre o caso para Gesicht, ao contrario fala que eles são iguais. No fim você descobre que Gesicht matou um humano por puro ódio (ele realmente mereceu humano fdp) e teve um filho (um robô que ele adotou) que foi morto (com certeza motivo por ele ter ficado tão p*to), Gesicht é morto por um robô criança com uma arma amarrada no braço (uma alusão ao seu filho que o deixa paralisado).

Todos os robôs são mortos por Pluto menos Atom (e Gesicht que é morto pelo robô criança) que fica inconsciente na luta e é dado como morto, mas no seu contato com Pluto sua mente ficou com tanta informação que ele entra em uma espécie de coma onde sua I.A.(inteligência artificial) não consegue assimilar tanta informação, que até ela processar tudo (podendo levar anos) ele fica em coma, seu criador já teve essa experiência pois fez um robô com uma I.A. que possuía 6 bilhões de personalidades (toda população da terra) e também ficou dormindo, só acordou depois dele inserir um chip com um sentimento extremo, ódio, que o fez acordar e pensar que era outra pessoa, no caso o dono dessa memória, o cientista Abra.

Abra é um cientista famoso que tenta criar o robô Bora, após varias falhas Abra resolve criar a maior I.A. do mundo com a ajuda do cientista Tenma que criou o robô Atom, após Abra morrer e a super I.A. acordar pensando que é Abra, essa I.A. que recebe o nome de Goji, conclui o projeto Bora e Abra cria o robô Pluto, Pluto por sua vez herda o ódio que Abra tem dos robôs mais poderosos do mundo.

Foram usadas imagens do Debu Scanlator o link para página deles com o projeto Pluto se encontra logo abaixo.

Astro Boy (2003) – The Rise Of Pluto

Astro Boy (1980) – O Maior Robô do Mundo

Matéria sobre a entrevista de Naoki Urasawa

Artigo sobre Pluto

Mangá de Pluto em Português

Pluto

Comente

Sobre ZiTeLLi

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*