Review: Yakitate!! Japan

Yo galera, aqui é o Seiji e apresento a vocês um anime desconhecido de boa parte dos otakus brasileiros. Todos me digam!! Vocês já ouviram falar de um anime shonen que descreve as aventuras de um padeiro?? Tá, existe o Yumeiro Pattisseire, mas esse é shoujo então não vale!! E o anime ainda tem que ser muito engraçado, ter competições e além de tudo ser informativo. Bom esse anime existe e se chama Yakitate Japan!!. Essa será a minha review de hoje, espero que leiam e a procurem, e mesmo que a maioria dos episódios ainda esteja em inglês, ainda assim o sacrifício é válido.

Yakitate!! Japan é uma série vencedora do Shogakukan Manga Award na categoria Shonen em 2004. Escrita por Takashi Hashiguchi, a série teve um mangá com 26 volumes e um anime de 69 episódios.

A História

Yakitate!! Japan apresenta a história de Kazuma Azuma (o mangaká estava muito criativo para criar esse nome XD), um jovem garoto que tem o sonho de produzir um pão que simboliza todo o Japão, o “Ja-pan”, trocadilho entre as palavras “pan” (pão) e “Japan” (Japão). Como Azuma acredita, vários países possuem uma preferência por pães, consumindo-os no café-da-manhã e por isso esses pães acabam tendo uma identidade nacional (pão francês, pão alemão, pão sírio, pão árabe, etc), mas os japoneses ainda têm o costume de comer arroz no café-da-manhã. Por causa disso, Azuma quer mudar esse costume e para isso tenta criar o perfeito Ja-pan.

Personagens

Kazuma Azuma: protagonista da série, é um garoto que deseja criar o perfeito Ja-pan e para isso quer trabalhar em um das principais confeitarias do Japão, a PANTASIA. Possui as “mãos solares”, pessoas raras cujas palmas das mãos têm temperatura superior à temperatura corpórea. Dessa forma, a massa de pão ao ser trabalhada com essas mãos, fermenta mais rapidamente e fica com mais consistência. Ele adora criar novos tipos de pães, e para cada pão criado ele o batiza de Ja-pan e um número. Antes do início da saga principal da primeira fase já tinha criado 55 tipos de Ja-pan.

Kyosuke Kawachi: principal amigo de Azuma, inicia a história como um rival (já foi sacana, desgraçado, maldito), mas logo mostra que possui um bom caráter. Tem com ambição ser padeiro profissional desde a infância. É um dos personagens mais engraçados da série, sempre sofrendo com as reações que prova dos pães de Azuma e fica falando a todo instante NAYATE? (O que é isso?). Está presente ao lado de Azuma em todas as sagas da série.

Tsukino Azusagawa: neta do dono da rede PANTASIA. Dona de uma pequena franquia da rede em Tóquio, parece ter uma pequena atração por Azuma, e convida Azuma e Kawachi para trabalharem com ela. Possui problemas com suas irmãs pela disputa do legado da PANTASIA.

Ken Matsushiro: Gerente da franquia em que Tsukino é a dona. Possui um afro gigante e é bom de luta. Já foi um grande padeiro reconhecido nacionalmente por suas habilidades. É uma das vozes que explica o segredo do preparode cada pão apresentado no anime.

Ryou Kuroyanagi: Funcionário da PANTASIA, também trabalha como juiz e crítico de comida que avalia os pães preparados nas competições do anime. É especialista no assunto conseguindo avaliar os pães somente pelo olhar. É outro dos personagens mais engraçados do anime devido as suas reações quando prova os pães: quanto melhor o gosto e a consistência do pão, mais a reação fica poderosa e cheia de detalhes (uma vez morreu de felicidade graças à reação pão de Azuma, virou um anjo, foi para o paraíso, se apaixonou por uma anja, jurou amor eterno a ela, e no momento mais importante ressuscitou quando a reação terminou).

As sagas

A série é dividida em 3 sagas mostrando os desafios de Azuma Kazuma em criar o Ja-pan e ajudar os seus amigos.

A primeira saga mostra o trajeto de Azuma para trabalhar na confeitaria PANTASIA, uma das mais famosas do Japão. Nessa saga, vemos o passado de Azuma, como ele entrou em contato com o mundo dos pães, a influência na infância, a prática ao longo dos anos, o desenvolvimento de inúmeras receitas de pão (Ja-pan) e o presente mostra ele participando do processo eliminatório para ser empregado na grande filial de Tóquio e posteriormente enfrentar demais funcionários recém-contratados pelo grupo. Durante essa saga ele encontra importantes aliados tais como Kyosuke Kawachi, melhor amigo e rival, Tsukino neta do dono da confeitaria e dona da filial onde Azuma trabalha, e Ken Matsushiro futuro chefe de Azuma.

A segunda saga mostra um desafio internacional, chamado de Copa Mônaco, onde equipes de padeiros representando cada nação do mundo lutam entre si para preparar os melhores pães, em sistemas mata-mata de classificação. Azuma e seus amigos participam nesse torneio representando o Japão, e num jogo de apostas, apostam um dinheiro alto para conseguir fundos para tentar salvar PANTASIA de ser possuída pela maior rede rival de confeitaria, a St. Pierre e seu maligno dono Yuichi Kirisaki. (Destaque para o personagem Pierrot, figura importantíssima nessa saga).

A terceira saga mostra Azuma e amigos viajando pelo Japão, num torneio chamado de “Yakitate!! 9” (no manga é chamado de “Yakitate!! 25”), em resposta ao desafio do dono da St. Pierre. Sem condições, eles são obrigados a participar desse torneio onde o objetivo é viajar pelas 9 diferentes localizações no Japão, usar ingredientes da culinária local e preparar excelentes pratos contra um desafiante, um cozinheiro escolhido pela St. Pierre para cada ocasião.

Críticas e Opinião pessoal

Bom, assim como a vida real nem tudo são mil maravilhas. A série possui alguns pontos negativos, pois primeiro é uma série shonen longa e possui ações previsíveis em toda a série, tais como a busca de uma solução a um problema proposto (desafio de uma receita de pão em condições inesperadas) e o protagonista encontrando uma solução inovadora, por isso a série pode se tornar cansativa. Então, com todas essas críticas por que assistir o anime? A série é muito boa, divertida (há muitas piadas de clichês, piadas físicas e situacionistas e o mais esperado são as reações dos juízes quando experimentam os pães), e é cheia de trocadilhos (alguns são excelentes, outros são fracos). Além disso, a série discute um tema nada convencional e consegue ser informativa (qual a diferença entre usar margarina ou manteiga? Leite de cabra, leite de soja ou leite comum? Cavalo come pão?). O desafio, mesmo tendo resultados previsíveis, dá curiosidade observar a explicação da solução apresentada ao desafio, e porque funcionou naquelas condições realizadas.

Ao fim dos episódios, há ainda dicas no preparo de pães e no episódio 27, usando cenas reais, mostra-se como cozinhar um pão usando uma panela elétrica. Com todas essas ponderações, lógico que nem todos vão gostar do anime, nem exijo isso, contudo assistam o anime os que tiverem oportunidade e curiosidade, e acredito que boa parte vá gostar da série….eu gostei!!

Comentários pessoais

  • – para quem gosta de animes de comédia, essa é uma boa indicação
  • – nunca tentei fazer um pão na panela elétrica, mas parece gostoso
  • – eu acho que nunca conseguiria ter uma reação daquelas comendo um pão gostoso, talvez uma reação alérgicaXD.
Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

2 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. Nossa Agora que li a review tenho que dizer o Pierot è o palhaço mais foa de todos os animes.
    Eu nunca tentei fazer pão na panela eletrica mais minha mãe fez num micro-ondas, não temos uma panela eletrica!
    As reaçoes são coisas impagaveis”Ir para o paraiso” Sò quem viu o anime entende.
    Porem eu não consigo Fazer uma reação da quela tambem não.

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*