Ultimas Noticias

Review: School Days – Conheça Kotonoha-sama

Olá a todos! Como estão? Quem vos fala (ou melhor, escreve) é a Fofonca (ou Fer, tanto faz). Estou aqui, em meio a uma segunda de feriado prolongado (para alguns – o que não é o meu caso), para justamente trazer mais uma Review de Segunda! (ohhh!)

Talvez, ao passar os olhos pelo shoutbox, ou conversar comigo e com o Tio Panda, você já tenha ouvido falar em Kotonoha-sama. Sei que muitos foram induzidos por nós a idolatrá-la (e temê-la). Pois bem, hoje você conhecerá a origem da Deusa Suprema do Shoutbox. Mas, antes de contar essa história, gostaria de fazer um breve (espero) comentário do porque ter escolhido School Days para ser a minha primeira review aqui no site (além de ser em respeito a Kotonoha-sama).

Particularmente, esse não é o meu gênero de história preferido (não bastasse a temática ecchi, ele possui um ar psicótico, além do… bom, deixa para lá). Apesar disso, foi um anime que me marcou por me surpreender muito enquanto o assistia (e me chocar também).

Peguei a série para assistir em 2007. Era uma daquelas tardes entediantes, sem nada para fazer (eu deveria estar estudando para o vestibular, mas quem se importa com vestibular?). Sem saber o que assistir, entrei em um fansub aleatório e comecei a olhar os títulos.

School Days chamou minha atenção por parecer ser título de anime shoujo. A sinopse e a imagem também eram bem genéricas, sem deixar transparecer no que a história se transformaria. E o primeiro capítulo só parecia comprovar essa teoria. Mas, a medida que fui avançando nos doze episódios, o enredo foi se desenvolvendo por um caminho que eu nunca teria esperado. Lembro de, ao final daquela tarde, estar chocada com o que tinha visto. Precisei reassistir o primeiro capítulo para ter certeza de que se tratava da mesma série ainda, que não havia cometido um erro na hora de baixá-la.

Gostando desse estilo ou não, só pela forma como a história vai se desenrolando até culminar na cena final (que consegue ser épica e bizarra ao mesmo tempo), já faz valer a pena o tempo gasto para assisti-la. Bom, agora vamos a história!

A História

Existe um encantamento que diz que, caso você mantenha a foto da pessoa que gosta em seu celular, sem que ninguém veja durante três semanas, seu amor se tornará realidade. Dessa forma, Itou Makoto acaba tirando uma foto da menina que sempre observava pela manhã no metrô, Katsura Kotonoha. Ao ficar admirando a imagem na sala de aula, é surpreendindo por Saionji Sekai, sua colega de classe, que acaba vendo o que estava na tela do celular do rapaz. Tendo percebido que Makoto era apaixonado por Kotonoha e quebrado o encanto (já que aquele era apenas o primeiro dia), ela se oferece para ajudá-lo a se aproximar da menina.

Sekai então torna-se amiga de Kotonoha e promove o encontro dos dois. Logo após isso, Makoto finalmente toma coragem e se declara para ela, pedindo-a em namoro. Descobre-se, então, que Kotonoha também era apaixonada por ele. Ao agradecer Sekai pela ajuda, Makoto pergunta o que pode fazer por ela em troca e a garota lhe rouba um beijo. A partir daí começa um conturbado triângulo amoroso (que, com o tempo, se transforma em uma suruba polígono amoroso).

A primeira vista, School Days parece ser mais uma comédia romântica escolar. Entretanto, esse anime é baseado em um jogo light visual novel hentai que possui, entre os 21 finais possíveis, três finais trágicos (que incluem assassinatos e suicídios). Consequentemente, esses elementos estão presentes durante toda a série. Com o passar dos episódios, o ecchi e o drama psicológico vão tomando conta de todo o anime, mudando o rumo que se espera no início.

Entre tantas coisas da série, existe algo que posso lhe dar a certeza: tu, invariavelmente, irá odiar Itou Makoto. E irá adorar o final. Aliás, de toda a série, o final é o melhor.

Personagens

Itou Makoto
A princípio, ele parece ser tímido e atrapalhado. Não tem coragem de falar com Kotonoha e nem sabe como fazer isso. Entretanto, com o tempo, vai se mostrando frio e egoísta, preocupando-se em satisfazer apenas suas próprias vontades. Troca Kotonoha por Sekai sem considerar os sentimentos da namorada. Todas as suas decisões (ou melhor, indecisões) é que levarão as consequências do último episódio.


Katsura Kotonoha-sama, Deusa Suprema do Shoutbox

Kotonoha nunca conseguiu ter amigas devido à sua beleza. As meninas a desprezam e tratam mal, julgando que ela usa sua aparência para conquistar todos os rapazes. Ela também se apaixonou por Makoto ao observá-lo no metrô. Ao descobrir que Makoto a traía com Sekai, prefere fingir que desconhece a situação (ou seja, corna mansa). Insistia com todos que ele era seu namorado, mesmo que ele a ignorasse. Quando finalmente Makoto termina com ela, Kotonoha demonstra um sério desequilíbrio mental, tornando-se psicótica. Um fato sobre ela: Kotonoha sempre perdoa, embora eu realmente tenha dúvidas de que isso seja algo bom.

Saionji Sekai

Por algum motivo, decide ajudar Makoto a conquistar Kotonoha (embora sua justificativa de que tenha “quebrado” o encanto não faça muito sentido). Com o tempo, também se oferece para dar aulas de como comer tratar uma garota (com aulas práticas). Suas aulas acabam viciando Makoto, que começa a pegar namorar Sekai, já que Kotonoha não queria dar pra ele pular etapas no relacionamento. Torna-se irritante e, apesar de no inicio sentir peso na conciência por causa de Kotonoha, aos poucos passa a pensar apenas em si mesma.

Outros Personagens

Só existe outro personagem masculino na história, que é o melhor amigo de Makoto, Takeuchi. Ele é apaixonado pela Kotonoha (e é o único personagem que passa o anime inteiro na seca) e mesmo que ela o rejeite, continua insistindo em tentar namorá-la. Todas as outras meninas da série (excetuando-se, talvez, pela irmã mais nova de Kotonoha), em algum momento, dão para o ficam com Makoto. E, até agora, não consegui ainda entender o que todas essas meninas viram nele. Melhor não saber.

Conclusão

Você, provavelmente, terá uma das duas opiniões: ou achará a história muito boa ou um lixo completo. Eu, ainda hoje, não consegui formar a minha opinião. Talvez seja os dois, se é que algo assim é possível. Mas, acredite: você sente uma satisfação incrível assistindo o último episódio, então assista-o. E, se tiver por aí, algum homem parecido com o Makoto, deseje o mesmo final feliz que ele teve perceba o caminho para o qual essa falta de atitude e egoísmo pode levar-lhe e reveja suas ações.

Informações adicionais

A série contem 12 episódios e é baseada em um light visual novel desenvolvido pela Overflow, de 2005. O anime foi lançado em julho de 2007 pelo estúdio TNK e direção de Keitaro Motonaga, sendo transmitido originalmente pela TV Kanagawa. Ainda existem dois OVA’s que foram lançados em Janeiro e Março de 2008: Valentine Days e School Days: Magical Heart Kokoro-chan. Vale lembrar ainda que a série é recomenda para maiores de 18 anos devido à sua temática.

Observações

1- Será que alguém conseguiu perceber meu vício por parenteses?
2- Disse que iria fazer um breve comentário sobre o motivo de ter escolhido a série, mas acho queaté hoje não consegui assimilar o significado da palavra “breve”.
3- Agradecimentos ultra-mega-especias ao Jon, que se superou na busca por imagens de Kotonoha-sama.
4- Mais agradecimentos a Drih-chan, que revisou meu texto.
5- E um MUITO OBRIGADA ao Panda por ter feito a postagem, já que eu sou tapada e ainda não atinei como fazer isso.
6- Terminei essa review as 4h da manhã de hoje (tendo que acordar as 6h para trabalhar, mas isso não vem ao caso agora), então releve as bobagens que escrevi.
7- Assista School Days, ou Kotonoha-sama irá atrás de ti.
8- Observação random: Panda, casa comigo e me da teu gashapon do Alphonse? xDDDDD
9- Comentem e opinem. Kotonoha-sama agradece.
10- Se eu desapacer, é porque a Deusa Suprema não gostou da review e me levou para passear no iate dela. u.u

Imagens Bônus

Comente

Sobre Anime Freak Show

Durante esses mais de 3 anos, muitas pessoas passaram pelo site, algumas não estão mais, mas suas postagens continuam aqui!

25 Freaks estão discutindo o assunto. Participe Tambem.

  1. acho a mesma coisa do meu ammigo (ñ conheço ele ) aqui de baixo ,adoraria esquecer esse anime

Grita Aqui!

Or

O seu Email não será publicado.Campos Obrigatorios estão marcados. *

*